Brasil registrou 12 atentados em escolas nos últimos 20 anos

Segundo Levantamento, Brasil teve 12 atentados em escolas nos últimos 20 anos. Foto: KADIJA FERNANDES / AFP / Getty Images.
Segundo Levantamento, Brasil teve 12 atentados em escolas nos últimos 20 anos. Foto: KADIJA FERNANDES / AFP / Getty Images.
  • Levantamento mostra que o Brasil registrou 12 atentados em escolas nos últimos 20 anos;

  • Nos 12 casos, os assassinos eram alunos ou ex-alunos das instituições de ensino invadidas;

  • Atentado da última sexta-feira (25), em Aracruz, no Espírito Santo, deixou quatro mortos e 12 feridos.

Um levantamento feito pelo Instituto Sou da Paz mostra que o Brasil registrou 12 atentados em escolas durante os últimos 20 anos. Todos os assassinos envolvidos eram alunos ou ex-alunos da instituição onde aconteceram os ataques.

O caso com o maior número de mortes aconteceu em 2011. O episódio ficou conhecido como o Massacre de Realengo. Na ocasião, um ex-aluno invadiu a Escola Municipal Tasso da Silveira, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, e matou 12 estudantes, deixando outros 14 feridos.

O caso mais recente, que ocorreu na última sexta-feira (25), em Aracruz, no Espírito Santo, deixou quatro mortos e 13 feridos.

A diretora-executiva do Instituto Sou da Paz, Carolina Ricardo, explicou que a frequência desses crimes aumentou durante os últimos anos.

“Não é coincidência que os casos tenham acontecido nessa frequência ao mesmo tempo em que o número de armas nas mãos de civis é muito grande. A gente tem cerca de 1,9 milhão de armas em circulação no Brasil, segundo dados de junho de 2022. São armas registradas na Polícia Federal e Exército”, disse ao G1.

"Tem um conjunto enorme de armas nas mãos de civis com um baixíssimo controle. Elas circulam com muito mais facilidade. Junto com essa quantidade de armas, há um incentivo à violência, uma legitimação ao uso de armas".

Carolina Ricardo explicou que existe uma “comunicação institucional que afirma ‘use arma’", e que "esse resultado combina um pouco com o discurso que vem sendo feito ao longo dos últimos quatro anos.”

Linha do tempo do ataque à escola em Aracruz:

*Com informações do g1.