Brasil registrou 31,7 mil profissionais de saúde infectados pela Covid-19

Leandro Prazeres e Paula Ferreira
Hospital de campanha em Manaus, no Amazônas, estado já com as UTIs em colopso por causa do coronavírus

BRASÍLIA - O Brasil tem 31.790 casos confirmados de Covid-19 em profissionais de saúde desde o início da epidemia no país. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira pelo Ministério da Saúde. No total, 199.768 profissionais foram identificados como casos suspeitos da doença e precisaram ser afastados. Além dos 31,7 mil confirmados, 114.301 ainda estão em investigação e outros 53.677 já foram descartados.

Dos casos suspeitos, a categoria mais afetada é a dos técnicos ou auxiliares de enfermagem (34,2%), seguido dos enfermeiros (16,9%) e dos médicos (13,3%). Segundo o ministério, os dados ainda são preliminares.

O secretário-executivo de Vigilância em Saúde, Eduardo Macário, diz que os números preocupam o governo por conta do impacto na força de trabalho para atuar no combate à doença.

- O trabalho que tem sido feito pelos profissionais de saúde no enfrentamento ao coronavírus tem nos preocupado bastante devido ao número de afastamentos. Independente dos casos confirmados ou não, todo profissional de saúde que apresentar sintomas ele precisa ser afastado - afirmou.

Nosso objetivo é criar um local seguro e atraente para os usuários se conectarem a interesses e paixões. Para melhorar a experiência de nossa comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários dos artigos.