Brasil será responsável por 29% da carne bovina no mundo em 2030

·2 min de leitura
Bois
País seguirá como o principal exportador de carne bovina no mundo
  • Brasil será responsável por 29% das exportações de carne bovina em 2030

  • País também deve ampliar o volume de produção do produto

  • Dados são de um relatório do Departamento de Agriculta dos Estados Unidos (USDA)

O Brasil será responsável por 29% das exportações mundiais de carne bovina em 2030, conforme aponta o relatório do Departamento de Agriculta dos Estados Unidos (USDA). Nos próximos nove anos, as exportações terão um aumento de 41,8% no volume.

Leia também:

O país seguirá como o principal exportador do produto no mundo e os Estados Unidos aparecerão logo em seguida, com uma fatia de 11,4% do mercado. As informações são da CNN Brasil.

De acordo com o relatório, a alta acontece por conta da maior demanda por carne bovina e pela estagnação de outros países na exportação do produto.

Com relação à carne suína, o Brasil deve pular de quarto maior exportador para terceiro, ultrapassando o Canadá. O primeiro lugar segue ocupado pela União Europeia e o segundo pelos Estados Unidos.

Produção x exportação

Além do aumento na quantidade de carne destinada a outros países, o Brasil também ampliará sua atual capacidade de produção de 10 milhões de toneladas anuais para 12,4 milhões em 2030.

Entretanto, apesar de ser o país que mais exporta, não é o que mais produz, já que perde para os 13,3 milhões de toneladas dos Estados Unidos. O motivo estaria relacionado ao fato de que o mercado interno norte-americano consome mais carne bovina do que o brasileiro. A explicação para isso tem a ver, inclusive, com o quanto cada população consegue gastar no alimento.

“O mercado doméstico dos Estados Unidos tem uma preferência para esse tipo de proteína. É um hábito cultural deles, assim como dos brasileiros, de comer muita carne. No entanto, o poder aquisitivo é que define qual proteína animal será mais consumida dentro do nosso país”, disse Ana Cecília Kreter, pesquisadora associada do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), à CNN.

Ela ainda chama a atenção para o último trimestre deste ano, em que a população brasileira consumiu mais carne de frango e ovo por serem proteínas mais baratas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos