Brasil tem 21 universidades em ranking das mil melhores do mundo — mas nenhuma no top 100

Fachada da reitoria da USP
USP é líder entre as instituições brasileiras no ranking recém-publicado

A empresa de consultoria Shangai Ranking, da China, divulgou na segunda-feira (15/8) a lista das mil melhores universidades do mundo em 2022. A seleção traz 21 instituições de ensino e pesquisa brasileiras, mas nenhuma delas figura entre as 100 primeiras.

De acordo com o levantamento, as melhores universidades brasileiras são todas públicas.

Vale destacar que o trabalho da Shangai Ranking define a posição exata das primeiras 100 universidades que compõem a lista.

A partir daí, as instituições são agrupadas por dezenas ou centenas, sem determinar a ordem entre elas — é por isso que as instituições brasileiras estão posicionadas entre 100 a 150 ou 701 a 800, como você confere na tabela a seguir.

As melhores universidades do Brasil, segundo consultoria internacional. Levantamento anual feito pela consultoria Shanghai Ranking coloca 21 instituições brasileiras entre as primeiras mil — nenhuma delas, porém, está no top 100..  Depois do centésimo lugar, o ranking não estipula a posição exata de cada instituição. É por isso que elas aparecem agrupadas na casa das dezenas ou das centenas..
As melhores universidades do Brasil, segundo consultoria internacional. Levantamento anual feito pela consultoria Shanghai Ranking coloca 21 instituições brasileiras entre as primeiras mil — nenhuma delas, porém, está no top 100.. Depois do centésimo lugar, o ranking não estipula a posição exata de cada instituição. É por isso que elas aparecem agrupadas na casa das dezenas ou das centenas..

O grupo das quinze melhores universidades do mundo é composto exclusivamente por centros de ensino e pesquisa localizados nos Estados Unidos e no Reino Unido:

As melhores universidades do mundo. Dos 15 centros de ensino e pesquisa que aparecem no ranking, 13 são dos Estados Unidos e dois ficam no Reino Unido..  .
As melhores universidades do mundo. Dos 15 centros de ensino e pesquisa que aparecem no ranking, 13 são dos Estados Unidos e dois ficam no Reino Unido.. .

Na Europa continental, os centros com a melhor colocação são a Universidade Paris-Saclay (16ª posição), na França, e a ETH Zurich (20ª), na Suíça.

Já na Ásia, as melhores instituições, de acordo com o ranking, são a Universidade de Tóquio (24ª), no Japão, e a Universidade Tsinghua (26ª), na China. Na Oceania, o destaque vai para a Universidade de Melbourne (32ª), na Austrália.

Na África, a Universidade da Cidade do Cabo, localizada na África do Sul, aparece entre as posições 201 e 300.

O levantamento feito todos os anos pela Shanghai Ranking acontece desde 2003 e leva em conta critérios como o número de alunos e professores que ganharam prêmios Nobel e medalhas Field, pesquisadores com trabalhos recentes de referência na área de atuação deles e pesquisas publicadas por representantes das instituições em periódicos de alto impacto, como Nature e Science.

Referência em algumas disciplinas e na região

O ranking recém-publicado também analisa a performance das instituições em diversas áreas do conhecimento.

Elas são divididas em cinco categorias principais: Ciências Naturais (Matemática, Física, Química…), Engenharia (Mecânica, Telecomunicações, Recursos Hídricos…), Ciências da Vida (Agricultura, Veterinária, Biologia…), Ciências Médicas (Medicina, Saúde Pública, Odontologia…) e Ciências Sociais (Economia, Direito, Administração…).

Das 54 áreas analisadas, o Brasil tem universidades que integram o top 50 mundial em seis delas:

Em que áreas as universidades brasileiras se destacam?. Dos 54 campos de conhecimento avaliados, o país tem representantes no top 50 mundial em seis deles.  .
Em que áreas as universidades brasileiras se destacam?. Dos 54 campos de conhecimento avaliados, o país tem representantes no top 50 mundial em seis deles. .

Na América Latina, o Brasil é o país com o maior número de instituições de ensino e pesquisa no ranking. Na sequência, aparecem Chile (com 4 representantes), México (4), Argentina (2), Colômbia (2).

Fachada da Faculdade de Odontologia da USP
Brasil tem duas universidades que oferecem cursos de Odontologia entre as 50 melhores do mundo

Outras nações da região não tiveram representantes entre as primeiras mil universidades.

Já entre os integrantes do Brics, bloco econômico que reúne países emergentes, o Brasil fica bem atrás da China, que possui 186 instituições no ranking das mil primeiras, mas supera Índia (14), Rússia (10) e África do Sul (9).

Você pode conferir o ranking completo neste link.

- Texto originalmente publicado em https://www.bbc.com/portuguese/brasil-62548262

Sabia que a BBC está também no Telegram? Inscreva-se no canal.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!