Brasil tem 74.445 mortes por Covid-19, informa consórcio de veículos da imprensa em boletim das 13h

Pacientes com Covid 19 na UTI do hospital Sancta Maggiore .Foto: Edilson Dantas / Agencia O Globo

RIO — O Brasil contabiliza 74.445 óbitos e 1.939.167 contaminações em decorrência da Covid-19, com 183 novos óbitos e 7.963 novas infecções por coronavírus desde as 20h de terça, de acordo com boletim das 13h do consórcio de veículos de imprensa.Infográfico: Números do coronavírus no Brasil e no mundo

A análise dos dados foi feita a partir do levantamento do consórcio de veículos de imprensa formado por O GLOBO, Extra, G1, Folha de S.Paulo, UOL e O Estado de S. Paulo, que reúne informações das secretarias estaduais de Saúde.As estatísticas da pandemia no Brasil são divulgadas três vezes ao dia. O próximo levantamento será divulgado às 20h desta quarta-feira. A iniciativa dos veículos da mídia foi criada a partir de inconsistências nos dados apresentados pelo Ministério da Saúde na gestão do interino Eduardo Pazuello.Saiba mais: Estudo indica que imunidade à Covid-19 pode desaparecer após alguns mesesO último levantamento havia sido divulgado às 8h. Com a nova verificação, as secretarias de Saúde de Ceará, Goiás, Mato Grosso do Sul, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Roraima e o Distrito Federal divulgaram novos dados. O balanço anterior contabilizava 74.336 mortes e 1.933.655 casos confirmados.

Brasil completa dois meses sem titular à frente do Ministério da Saúde

Quase dois meses após a saída do ex-ministro Nelson Teich, o Ministério da Saúde sob comando interino e gestão militar mudou protocolos e rotinas, além de enfrentar dificuldades para cumprir algumas promessas, como a distribuição de 46 milhões de testes. Com a chegada dos militares à pasta, representados no posto máximo pelo ministro interino, Eduardo Pazuello, o ministério mergulhou em um clima interno de medo e desconfiança. Na visão de funcionários, cientistas e gestores públicos, a pasta está à deriva justamente quando deveria conduzir o enfrentamento à crise sanitária mais grave do séculoConsulte: Veja aqui como está a situação do coronavírus no seu estadoPazuello viu a curva de casos e óbitos crescer vertiginosamente durante os 61 dias de sua gestão. Em 14 de maio, o Brasil tinha uma média de 9.627 casos diários; ontem, eram 36.650. Em relação aos óbitos, a média passou de 686 mortes para 1.056 no mesmo período.

Nosso objetivo é criar um local seguro e atraente para os usuários se conectarem a interesses e paixões. Para melhorar a experiência de nossa comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários dos artigos.