Brasil tem Início de novembro com frio, chuva e possibilidade de neve

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Depois de um fim de semana marcado por altas temperaturas e clima abafado, um frio atípico dá início ao mês de novembro na maior parte do Brasil, especialmente no Sul, onde existe uma pequena possibilidade de neve.

De acordo com Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), a queda da temperatura acontece em decorrência de uma frente fria seguida de uma forte massa de ar de origem polar.

A previsão é que a massa de ar frio se desloque para o Sudeste, Centro-Oeste e Norte do país entre esta segunda (31) e terça-feira (1º). A queda de temperaturas será sentida na região sul de estados como Minas Gerais, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás e Amazonas.

Na quarta-feira (2), a previsão é que a massa de ar frio deve atingir os estados da região Norte, como Rondônia, Acre e Amazonas. O frio deve prevalecer em quase toda as regiões do país até o fim da semana, com possibilidade de temperatura negativa e geada até quinta-feira (3), no Sul.

Ainda segundo o Inmet, há fortes chances de geada em áreas das Serras Gaúcha e Catarinense, na manhã de quinta-feira (2). A seguir, confira as principais previsões de frio pelo país.

SUDESTE

Na capital paulista, a propagação de uma frente fria pelo litoral deixa o tempo instável e chuvoso. Nesta terça (1º), segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas) a previsão é de tempo fechado e chuvoso. A expectativa é que a máxima seja de 16ºC. As mínimas são esperadas para o fim da noite, quando os termômetros podem registrar 12ºC.

Na quarta, a nebulosidade, chuvas fracas e temperaturas baixas persistem e a expectativa é que os termômetros marquem mínima de 10ºC e máxima de 16ºC. Além da capital, outras cidades que devem ser afetadas no estado de São Paulo pela massa de ar frio são Campos do Jordão, onde a previsão é de mínima de 4ºC e máxima de 8ºC, na quarta-feira, e Rancharia.

No Rio de Janeiro, a capital fluminense e Nova Friburgo são uma das cidades afetadas pela massa de ar frio. Na terça, a capital deve registrar máxima de 25ºC e mínima de 22ºC, já as temperaturas em Nova Friburgo devem girar em torno de 17º e 15ºC. Na quarta-feira (2), a temperatura cai ainda mais e a capital registra máxima de 19ºC e mínima de 15ºC, enquanto Nova Friburgo tem previsão de máxima de 11ºC e mínima de 7ºC.

Em Minas Gerais, enquanto Belo Horizonte deve manter temperaturas mais quentes na terça e quarta, a expectativa é que Camanducaia e Monte Verde registrem frio ---na terça, a expectativa é de máxima de 17ºC e mínima de 8º e, na quarta, temperatura cai ainda mais e a previsão é de mínima de 3ºC e máxima de 13ºC.

SUL

Na região que deve registrar mais frio, há cidades que podem registrar temperaturas negativas. É o caso de Bom Jardim da Serra (SC), onde os termômetros devem registrar mínimas de -1ºC e máximas de 12ºC na quarta-feira.

Na quarta-feira, outras cidades do sul do país também devem registrar temperaturas geladas, como General Carneiro (PR), cuja mínima deve ser 0ºC e máxima de 17ºC, e São Joaquim (SC), onde os termômetros devem variar entre 0ºC e 13ºC.

NORTE

Na região Norte, os principais estados afetados pela massa de ar frio são Rondônia, Acre e Amazonas. Apesar do calor desta segunda-feira, em que cidades como Porto Velho e Vilhena chegaram a temperaturas superiores a 30ºC, a previsão é que as temperaturas caiam nesta terça-feira para máximas de 21º e mínimas de 17ºC, na capital, e máximas de 19º e mínimas de 14º, em Vilhena.

Na quarta, a previsão é que a temperatura suba novamente e volte a se aproximar dos 30ºC.

CENTRO-OESTE

Entre segunda e terça, a previsão é de que a massa de ar frio continue se deslocando por regiões como o Centro-Oeste. Regiões como o sul de Mato Grosso e Goiás são as principais afetadas.

A capital Goiânia tem temperaturas um pouco mais quentes, com mínima de 13ºC e máxima de 20ºC, na quarta.