Brasil ultrapassa 150 milhões de pessoas com 1ª dose da vacina contra Covid

·3 minuto de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 23.06.2021 - Vista de um frasco com o imunizante da AstraZeneca, contra a Covid-19. (Foto: Karime Xavier/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 23.06.2021 - Vista de um frasco com o imunizante da AstraZeneca, contra a Covid-19. (Foto: Karime Xavier/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Brasil chegou, nesta quinta-feira (14), a 150.659.242 pessoas com a 1ª dose da vacina contra a Covid.

A marca foi alcançada um dia depois do país chegar a 100 milhões de pessoas com esquema vacinal completo, ou seja, aquelas que receberam as duas doses ou a dose única da Janssen. É importante lembrar que a imunização completa só ocorre, em média, 15 dias após a segunda dose.

Mais uma vez, o Brasil está em um pequeno grupo de países populosos a atingir tal marca. Somente a Índia, a China e os EUA aplicaram tantas primeiras doses --na verdade, números bem superiores.

A China já aplicou mais de 1,1 bilhão de 1ª doses, segundo dados do Our World in Data. A Índia, por sua vez, tem mais de 690 milhões de aplicações. Já os EUA têm mais de 217 milhões com ao menos uma dose.

Os números consideravelmente superiores, porém, podem ser explicados, pelo menos em parte, pelo tamanho das populações dessas nações. A China tem mais de 1,4 bilhão de habitantes, a Índia mais de 1,3 bilhão e os EUA mais de 330 milhões.

Já a também populosa Indonésia (com mais de 270 milhões de pessoas) passou recentemente a marca de 100 milhões de primeiras doses aplicadas.

O Japão, após um início lento de vacinação, também está próximo de 100 milhões doses iniciais, mas tem uma população consideravelmente menor (mais de 120 milhões), segundo dados do Our World in Data.

Os dados da vacinação contra a Covid-19, também coletados pelo consórcio, foram atualizados em 25 estados e no Distrito Federal.

O Brasil registrou 2.715.410 doses de vacinas contra Covid-19, nesta quinta. De acordo com dados das secretarias estaduais de Saúde, foram 708.252 primeiras doses e 1.334.465 segundas. Também foram registradas 2.541 doses únicas e 670.152 doses de reforço.

Ao todo, 97.587.264 pessoas já receberam a segunda dose do imunizante. Somadas as doses únicas da vacina da Janssen contra a Covid, já são 101.836.974 pessoas com esquema vacinal completo no país.

Assim, o país já tem 70,63% da população com a 1ª dose e 47,74% dos brasileiros com esquema vacinal completo. Considerando somente a população adulta, os valores são, respectivamente, de 92,95% e 62,83%.

Mesmo quem completou o esquema vacinal com as duas doses deve manter cuidados básicos, como uso de máscara e distanciamento social, afirmam especialistas.

Os dados brasileiros, coletados até às 20h desta quarta, são fruto de colaboração entre Folha de S.Paulo, UOL, O Estado de S. Paulo, Extra, O Globo e G1 para reunir e divulgar os números relativos à pandemia do novo coronavírus. As informações são recolhidas pelo consórcio de veículos de imprensa diariamente com as Secretarias de Saúde estaduais.

Apesar dos números elevados de vacinação, o país também tem dados altos de mortes e casos por Covid. Com os 558 óbitos e as 14.813 infecções registradas nesta quinta-feira, o Brasil chegou a 602.201 vidas perdidas e a 21.611.552 pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2, desde o início da pandemia.

Já as médias móveis agora são de 334 mortes por dia (queda de 35% em relação ao dado de duas semanas atrás) e de 11.335 casos diários (valor 32% menor do que o registrado há duas semanas).

A iniciativa do consórcio de veículos de imprensa ocorreu em resposta às atitudes do governo Jair Bolsonaro (sem partido), que ameaçou sonegar dados, atrasou boletins sobre a doença e tirou informações do ar, com a interrupção da divulgação dos totais de casos e mortes. Além disso, o governo divulgou dados conflitantes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos