Brasil x Argentina em São Paulo não terá mais venda de ingressos

·2 minuto de leitura
***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO, RJ, 10.07.2021 - Partida entre Brasil e Argentina, pela final da Copa América 2021, no Maracanã, Rio de Janeiro. (Foto: Ronny Santos/Folhapress)
***ARQUIVO***RIO DE JANEIRO, RJ, 10.07.2021 - Partida entre Brasil e Argentina, pela final da Copa América 2021, no Maracanã, Rio de Janeiro. (Foto: Ronny Santos/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O duelo entre Brasil x Argentina pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo, que acontece no próximo domingo (5), na Neo Química Arena, não terá mais venda de ingressos.

O governo de São Paulo havia autorizado a presença de 12 mil pessoas no estádio corintiano. A abertura parcial dos portões era uma iniciativa das autoridades de fazer do clássico sul-americano um evento-teste para a liberação de torcedores no futebol paulista, que desde o início da pandemia não recebe público.

Entretanto, a CBF (Confederação Brasileira de Futebol) não conseguiu viabilizar a tempo o plano de comercialização de ingressos, assim como o protocolo para verificação de testes PCR negativos e de comprovantes de vacina dos torcedores.

Apesar da ausência de público pagante, o jogo receberá cerca de 1.500 convidados.

A seleção brasileira encara a Argentina no segundo confronto da rodada tripla das Eliminatórias. Na primeira partida visita o Chile, em Santiago, e fecha a data Fifa diante do Peru, em Pernambuco.

"A referida decisão ocorre por conta da falta de tempo hábil para o desenvolvimento de sistema integrado que permita o efetivo controle de compra, verificação de testes, comprovantes de vacinas e acesso do público ao estádio com segurança.

CBF, FPF (Federação Paulista de Futebol) e demais autoridades seguem em permanente contato a fim de aprimorar a integração entre os sistemas em prazo viável, cumprindo os requisitos para a realização do evento-modelo com sucesso", afirmou a confederação em nota.

Além da ausência de torcida, a seleção brasileira deverá também ter a ausência de jogadores que atuam no futebol inglês. Nove dos convocados pelo técnico Tite ainda não conseguiram a liberação de seus clubes para atuar pelas Eliminatórias por conta dos protocolos de quarentena a que seriam submetidos no retorno ao país após representarem suas seleções.

A decisão foi apoiada pela Premier League, que não quer ver seus times desfalcados.

Quatro argentinos que jogam na Inglaterra, porém, conseguiram a liberação com suas equipes por meio de um acordo intermediado pela AFA (Associação do Futebol Argentino) e defenderão sua seleção na rodada tripla da disputa sul-americana por vagas na próxima Copa do Mundo.

O goleiro Emiliano Martínez e o meia-atacante Emiliano Buendía defendem o Aston Villa (ING), e o zagueiro Cristian Romero e o meio-campista Giovani Lo Celso atuam no Tottenham (ING).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos