Brasil x Venezuela: sem Neymar, Firmino ajuda seleção a seguir 100% nas Eliminatórias

Marcello Neves
·1 minuto de leitura
Foto: NELSON ALMEIDA / STF
Foto: NELSON ALMEIDA / STF

Tem sido rotina para a Seleção não poder contar com Neymar. Depois da Copa do Mundo de 2018, o craque disputou apenas 13 dos 24 jogos do Brasil. Mas, desta vez, os comandados de Tite não precisaram do seu camisa 10 para vencer a Venezuela ontem, no Morumbi — apesar de terem sentido a sua falta. Com gol de Roberto Firmino, vitória protocolar por 1 a 0 em uma partida sonolenta.

Com o resultado, o Brasil segue na liderança das Eliminatórias e se mantém como a única equipe com 100% de aproveitamento. O próximo compromisso é contra o Uruguai, na terça-feira, às 20h (de Brasília), no Centenário. A Venezuela ainda não venceu e está na vice-lanterna da competição.

Não dá para dizer que não foi um jogo fácil, mas também não dá para negar que a seleção jogou em ritmo de treino. Bastou fazer o necessário para vencer em contrapartida que a Venezuela pouco assustou.

O primeiro tempo, por exemplo, teve apenas três finalizações e todas com Richarlison. Ele até chegou a estufar as redes, mas o bandeira marcou impedimento. Depois, perdeu uma chance inacreditável. Por fim, uma cabeçada que obrigou Fariñez a fazer grande defesa.

Muita posse de bola, pouca criatividade e finalizações escassas. Esse também foi o desenho de boa parte da segunda etapa. As coisas só melhoraram quando Roberto Firmino aproveitou uma bola aérea que sobrou no bate e rebate para abrir o placar. Mas o placar seguiu no 1 a 0.

No fim, valeu a pena ver Pedro fazendo a sua estreia com a seleção brasileira.