Brasileirão ganha limite de troca de técnicos

O Globo
·1 minuto de leitura

O conselho técnico da Série A aprovou nesta quarta-feira um limite de demissão dos técnicos durante o Brasileirão. O clube só poderá realizar uma demissão de treinador ao longo do torneio.

Mas a decisão dos clubes diante da proposta da CBF tem uma "pegadinha".

Se o técnico for o autor do pedido de demissão, a troca não será contabilizada para fins do novo dispositivo do regulamento. Entre os clubes, há consciência de que a nova norma pode ser driblada.

Há também uma restrição para o próprio treinador. Ele só pode pedir demissão uma vez. Se pedir a segunda, fica impedido de trabalhar na competição.

Além disso, caso o clube queira fazer uma segunda demissão de treinador, superando o limite estipulado no conselho técnico, necessariamente precisará recorrer a um profissional que já está empregado no clube. Um técnico da base, por exemplo.

Estipular um limite de troca de técnicos na Série A era uma pauta antiga da CBF, que já tinha sido rechaçada em conselhos técnicos anteriores. A votação foi apertada: 11 a 9.