Brasileira é investigada por morte de mulher após procedimento estético na Itália

MODENA, Itália — O Ministério Público da província de Modena, na Itália, abriu uma investigação para apurar a morte de Samantha Migliore, de 35 anos, após realizar um tratamento estético nos seios com uma mulher transexual brasileira identificada como Pamela Andress, de 50 anos.

O encontro delas ocorreu na última quinta-feira na casa da vítima, na comuna de Maranello. Conforme a agência de notícias Ansa, a brasileira foi contratada pelas redes sociais para um procedimento com injeções nos seios pelo valor de 1,2 mil euros.

Segundo o marido da vítima, Antonio Bevilacqua, Pamela Andress chegou ao local com grandes seringas e potes de alumínio, parecido com os usados para guardar alimentos. Ela conta que Samantha começou a passar mal poucos minutos depois da intervenção e perdeu a consciência ainda com as seringas nos seios.

— Em poucos minutos ela morreu em meus braços — lamentou Bevilacqua, contando que a mulher chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu.

A autópsia do corpo ainda não foi finalizada, mas as autoridades suspeitam que a italiana tenha sofrido um choque anafilático, uma forma grave de reação alérgica.

Pamela Andress é natural de Salvador, na Bahia. Ela é investigada por exercício abusivo de profissão, omissão de resgate e morte em decorrência de outro crime. A brasileira é organizadora de eventos e estilista, mas alega que possui autorização para realizar procedimentos estéticos. O advogado dela, Francesco Andriulli, nega que a cliente fugiu ou deixou de prestar socorro à vítima.

— Minha cliente está chateada e não é verdade que ela fugiu Quando a senhora passou mal ela estava lá, mesmo quando a ambulância foi chamada, e só saiu depois. Depois ela leu na internet que a senhora morreu e se apresentou à polícia — defendeu Andriulli ao portal Il Resto del Carlino.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos