Brasileira embarca amanhã para os Estados Unidos em busca do filho desaparecido

·2 minuto de leitura

RIO — Há duas semanas uma brasileira tem feito apelo nas redes sociais para encontrar o filho de 22 anos que desapareceu nos Estados Unidos. Natural de Goiás, mas morando atualmente na Bélgica, Karen Oliveira disse que embarca nesta terça-feira para os EUA a fim de obter informações sobre Geraldo Furquim Vieira Neto, que não dá notícias à família desde o último dia 10. Segundo a mãe, a delegacia do estado da Virgínia informou por mensagem que o jovem “teve um encontro com a polícia em Alexandria no dia 18 deste mês e se encontra saudável”, mas se recusou a dar mais informações devido à Lei de Privacidade do cidadão americano.

Para que o jovem fosse tratado como desaparecido pela polícia americana e as buscas fossem iniciadas, a brasileira precisou da ajuda de uma amiga, que mora nos Estados Unidos. Nas redes sociais, a brasileira desabafou dizendo que, para ela, as últimas informações passadas pela polícia não aliviaram a angústia. “Me deixou mais indignada e preocupada. Algo muito grave está acontecendo e eu não irei abandonar minha busca até que me provem que ele está vivo e seguro em algum lugar”, escreveu.

Tempestade de poeira:evento climático extremo é mais um de uma lista perturbadora; conheça outros

Geraldo nasceu nos Estados Unidos e mora em Washington, onde trabalha como barbeiro. A única informação que Karen tem até o momento é de que o filho teria se desentendido com um colega da empresa, com o qual também dividia apartamento, e ido dormir na casa de uma amiga. Ao G1, a brasileira disse ainda que o amigo de Geraldo havia expulsado-o da casa após ele fazer uma viagem, chegar e encontrar o local bagunçado. Desde então, o jovem não foi visto pela vizinhança e amigos e também não foi atrás de seus pertences pessoais.

O jovem completou 22 anos no último sábado e Karen prestou homenagem ao filho na internet. “Creio que o Senhor com seu infinito amor o trará de volta e aprenderemos alguma lição através disso tudo”, disse.

Através das redes sociais, centenas de pessoas têm compartilhado cartazes com a foto do barbeiro, em busca de possíveis pistas de seu paradeiro. O caso de Geraldo também já foi notícia na mídia internacional.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos