Brasileira morre ao tentar salvar a filha de ataque na Alemanha

·2 minuto de leitura
Ataque matou uma brasileira na Alemanha (Karl-Josef Hildenbrand/picture alliance via Getty Images)
Ataque matou uma brasileira na Alemanha (Karl-Josef Hildenbrand/picture alliance via Getty Images)
  • Brasileira está entre as vítimas fatais de um ataque a faca em Würzburg, na Alemanha

  • A mulher lançou-se na frente do criminoso para salvar a filha, de 11 anos

  • A criança foi ferida com gravidade, mas conseguiu escapar

Uma brasileira está entre as vítimas fatais de um ataque na cidade de Würzburg, na Alemanha. Identificada como Christiane H., de 49 anos, ela foi morta a facadas quando tentava salvar a filha na última sexta-feira.

De acordo com o jornal Bild, Christiane estava com a filha, Akines, de 11 anos, em um centro comercial, quando aconteceu um atentado. Um homem armado com uma faca começou a golpear as pessoas presentes.

Leia também:

Segundo testemunhas, Christiane lançou-se à frente de Akines quando o criminoso avançou sobre a criança e acabou esfaqueada. Ela não resistiu aos ferimentos.

Na sequência, uma mulher de 82 anos afastou o agressor de Akines e também foi morta. A garota conseguiu fugir, mesmo com ferimentos graves. De acordo com o Bild, ela gritava “eu ainda não quero morrer”, enquanto corria para longe do local.

População prestou homenagem no local do ataque (Karl-Josef Hildenbrand/picture alliance via Getty Images)
População prestou homenagem no local do ataque (Karl-Josef Hildenbrand/picture alliance via Getty Images)

Christiane e a filha estavam desde o início do ano na Alemanha, onde a mulher começaria a dar aulas numa escola em Würzburg. De acordo com a polícia, as duas viviam nas cercanias da cidade. O pai da criança ainda vive no Brasil.

“A filha sabe que a mãe morreu. O pai ainda está no Brasil. Tudo o que Akines quer é que o pai venha para cá”, disse ao jornal alemão uma amiga de Christiane.

Detalhes do ataque

A polícia alemã explicou que o ataque deixou três mulheres mortas e foi feito por um homem da Somália, de 24 anos. Sete pessoas ficaram feridas.

Ainda não se sabe a motivação do ataque, e a polícia trabalha com a possibilidade de terrorismo. O histórico e transtornos mentais do criminoso também será analisado.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos