Brasileiro da Semana: Coutinho revive o melhor do "Pequeno Mágico"

Yellow and Green Football

Antes do fim de semana, o diretor do conselho executivo do Bayern de Munique, Karl-Heinz Rummenigge comunicou que o clube estava dando um tempo para Phillipe Coutinho.

"Nós temos uma cláusula no contrato do Coutinho que diz que temos até o fim da temporada para ativá-lo. Vamos levar o tempo necessário (para tomar a decisão)", disse.

"Ele é um grande jogador, mas ele ainda está se acostumando ao futebol alemão e aqui somos pacientes com novos jogadores", acrescentou.

Ao marcar o terceiro e último gol da equipe na vitória por 3 a 1 sobre o Tottenham, na Allianz Arena, o camisa 10 teve um desempenho capaz de definir carreira e que pode ter feito a cabeça daqueles que tomam as decisões no Bayern.

Jogando na ala esquerda, posição que lhe trouxe dificuldades no Barcelona, Coutinho foi para o centro na goleada de 6 a 1 sobre o Werder Bremen que levou os atuais campeões da Bundesliga para a quinta posição na tabela.

O jogo pelos lados ficou para trás após a abertura do placar com Milot Rashica pelo Bremen. O jogador da base do Vasco finalmente começou a dominar a partida perto do fim do primeiro tempo quando encontrou o passe de Serge Gnabry na boca do gol aos 45 minutos. Após quatro minutos, ele devolveu o favor a Robert Lewandowski, quando deu um passe atrás da linha e fez o atacante correr para descer o túnel para o intervalo com 2 a 1.

Ele poderia ter voltado para o segundo tempo feliz pelo trabalho feito, mas tinha um ponto a provar, o jogador de 27 anos decidiu voltar aos anos do auge da Era do "Pequeno Mágico" (como foi apelidado em seus primeiros anos na Europa).

Com uma finalização por sobre o goleiro adversário, ele ainda deu uma segunda assistência que permitiu a Thomas Muller participar da goleada antes de concluir o hat-trick a 12 minutos do fim com um corte clássico para dentro antes do chute colocado no canto.

Os relatos afirmam que, enquanto Rummenigge e seus companheiros estão girando o polegar, grandes nomes do vestiário exigiram que eles preparem o talão de cheques e desembolsem 120 milhões de euros no final da temporada para garantir os serviços de Coutinho. Caso contrário, eles podem ter um motim nas mãos.

Outro brasileiro que se destacou na rodada foi o atacante Gabriel Jesus, do City. Já classificado para as oitavas de final da Liga dos Campeões, Jesus terminou sua noite como o mais jovem a fazer um hat-trick na competição na vitória por 4 a 1 sobre o Dínamo de Zagreb. Ao mesmo tempo, superou o companheiro de seleção Neymar, ao se tornar também a estrela mais jovem da Champions a marcar mais de 10 gols.

Pontuadores da semana (10 a 17/12)

1. Phillipe Countinho (Bayern de Munique) - 50

2. Gabriel Jesus (City) - 40

3. Neymar (PSG) - 30

4. Lucas Moura (Tottenham) - 20

5. Alisson (Liverpool) - 10

Como funciona a eleição

A cada semana, o júri da parceria GLOBO e YGF (ygfoot.com), site em inglês focado em seleção e talentos do Brasil, escolhe os cinco melhores brazucas no exterior.

As atuações recebem pontos, cuja soma vai indicar, no dia da final da Champions League, o melhor da temporada.