Brasileiros afirmam que é possível mudar o país até 2030, diz pesquisa

***ARQUIVO*** Rio de Janeiro, Rj, BRASIL. 02/08/2018 - O Museu do Amanhã está localizado na praça Mauá, no Rio de Janeiro. ( Foto: Ricardo Borges/Folhapress)
***ARQUIVO*** Rio de Janeiro, Rj, BRASIL. 02/08/2018 - O Museu do Amanhã está localizado na praça Mauá, no Rio de Janeiro. ( Foto: Ricardo Borges/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Pesquisa feita com visitantes do Museu do Amanhã, sediado no Rio de Janeiro, aponta que os brasileiros estão esperançosos com o futuro do país. Embora a grande maioria (93,4%) dos 853 entrevistados tenha respondido que o Brasil está distante do cenário desejado, 80,8% afirmaram que é possível transformar a realidade atual até 2030.

Além disso, 63,4% responderam que este futuro pode ser alcançado a partir da ação dos governos e da sociedade. Na área social, os entrevistados apontaram como prioridades educação de qualidade (40,2%), redução das desigualdades (31,2%) e a erradicação da pobreza (12,1%).

Apenas 8,6% das pessoas responderam espontaneamente que o voto é a principal forma de contribuir para mudanças positivas —foi a resposta mais citada.

A pesquisa Amanhãs do Brasil foi realizada entre maio e junho deste ano com visitantes do museu residentes em 208 municípios dos 26 estados das cinco regiões do Brasil e Distrito Federal. A análise contou com patrocínio da EY e será divulgada em detalhes na sexta (2).

"Por meio dessa pesquisa, buscamos compreender o papel que o futuro desempenha no presente, influenciando as nossas formas de pensar e agir. Esta reflexão é um exercício de cidadania neste ano de eleições", diz a diretora-executiva do Museu do Amanhã, Maria Garibaldi.