'Brasileiros confiam em Mandetta', diz Alcolumbre

Thais Arbex
Alcolumbre preside sessão do Senado

BRASÍLIA — O presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou ao GLOBO nesta sexta-feira que o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, é “essencial” para o enfrentamento da crise do novo coronavírus no país e que "o Congresso e os brasileiros confiam no trabalho que ele está desempenhando".

— Mandetta é essencial nesse momento de pandemia, porque tem demonstrado capacidade técnica e de diálogo — disse Alcolumbre.

Assim como o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), Alcolumbre também afirmou que o ministro tem o "o total e irrestrito apoio do Congresso" para permanecer no cargo.

Nesta manhã, ao participar o seminário "Propostas para o recomeço", promovido pelo jornal Valor Econômico e pelo banco Itaú, com transmissão ao vivo pela internet, Maia disse que o Parlamento vai dar todo o respaldo que puder à permanência de Mandetta no posto e lembrou que o presidente Jair Bolsonaro tem feito pressão contra o auxuliar que ele mesmo escolheu.

— Temos toda confiança e todo respaldo que o ministro da Saúde precisar na Câmara e no Senado — disse para depois acrescentar: — O presidente fez escolhas pessoais para os ministérios, Mandetta foi escolha dele, apesar de Mandetta ser filiado ao meu partido. Mandetta foi escolhido por suas qualidades técnicas.

Bolsonaro discorda das medidas de distanciamento social adotadas por estados e municípios por orientação do Ministério da Saúde para evitar a propagação da epidemia de coronavírus. Ontem, em entrevista à rádio Jovem Pan, criticou Mandetta, dizendo que falta humildade ao ministro e que ninguém é indemissível.