Brasileiros e algoz da seleção na Copa do Catar: quem serão os colegas de CR7 no Al Nassr

O craque português Cristiano Ronaldo, aos 37 anos, foi anunciado pelo Al Nassr e jogará ao lado de diversos outros atletas conhecidos por espectadores do futebol mundial. Fazem parte do plantel do clube saudita os brasileiros Luiz Gustavo, ex-volante do Bayern de Munique, e Anderson Talisca, ex-Bahia. Algoz do Brasil na Copa do Catar, o camaronês Vincent Aboubakar também está na lista dos que atuarão com CR7.

O português, que deverá ser anunciado ainda nesta segunda-feira, fará dupla de ataque com Vincent Aboubakar, camisa 10 da seleção camaronesa na Copa do Catar.

Aboubakar marcou o gol da seleção africana na vitória por 1 a 0 de Camarões sobre o Brasil, na última partida da fase de grupos. No Al Nassr há duas temporadas, o jogador soma 38 jogos, com 13 gols e 7 assistências.

Além do camaronês, pelo menos outros quatro jogadores têm rostos conhecidos por brasileiros e passaram pelo futebol europeu. Entre eles, o volante Luiz Gustavo, ex-Corinthians e Bayern de Munique, que já disputou a Copa do Mundo pelo Brasil em 2014, e o meia Anderson Talisca, ex-Bahia e Benfica, representam o Brasil no time.

Outros também vindos da Europa são: o goleiro colombiano David Ospina, que deixou o Napoli para virar titular do Al Nassr e tem 127 jogos pela seleção da Colômbia; e o zagueiro espanhol Álvaro González, que chegou ao clube saudita no meio do ano, após passagem pelo Olympique de Marselha.

O meia argentino Pity Martínez, ex-River Plate, o lateral-esquerdo Ghislain Konan, da Costa do Marfim, e o ponta Jaloliddin Masharipov, que representa o Uzbequistão, também atuarão ao lado de CR7 e completam a lista de estrangeiros no clube.

Alguns nomes conhecidos no Brasil também já atuaram no clube da Arábia Saudita. Denílson, campeão da Copa do Mundo em 2002, Marcelinho Carioca e Paulo Nunes são os mais famosos. Além deles, o atacante Hernane Brocador, ex-Flamengo, e os meio-campistas Giuliano e Marquinhos Gabriel, que jogam no Corinthians e Goiás, respectivamente.