Brasileiros estão bebendo mais e fumando menos, aponta IBGE

Ana Paula Blower
·2 minuto de leitura
Pixabay
Pixabay

RIO - Os brasileiros estão bebendo mais e fumando menos. A constatação é de um levantamento do IBGE, a Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), com dados relativos a 2019. O levantamento foi divulgado nesta quarta-feira (18) e mostra que, se o consumo de álcool aumenta mais entre as mulheres, os homens têm mais o hábito de dirigir após beber.

Segundo os dados mais recentes da PNS, de 2019, 26,4% da população adulta costuma consumir bebida alcoólica uma vez ou mais por semana, aumento de 2,5% em relação a 2013, o último ano do levantamento. Já a população de mulheres que bebem álcool cresceu 4,1% em seis anos, enquanto o percentual dos homens ficou praticamente estável.

Ainda assim, os homens continuam bebendo mais do que elas: 37,1% deles consome bebida alcoólica, contra 17% das mulheres.

O estado ionde mais se bebe álcool uma vez ou mais por semana é o Rio Grande so Sul, com uma taxa de 34%. Em seguida, Mato Grosso do Sul, com 31, 3%, São Paulo e Santa Catarina, com 31%. O Rio de Janeiro aparece com 26, 3%. O Acre foi o estado com o menor percentual de consumo: 12, 8%.

A pesquisa, parceria do IBGE com o Ministério da Saúde, aponta ainda que, entre condutores de carros e motos, 17% dirigiram depois de beber. Aqui, a diferença entre homens e mulheres também se destaca: 20,5% entre eles, 7,8% entre elas.

Queda no tabagismo

O número de fumantes também diiminuiu. A taxa de pessoas que fazem uso de produtos derivados de tabaco, fumado ou não, de uso diário ou ocasional foi de 12,8% em 2019 - contra 14,9% em 2013. Entre os homens, o percentual caiu de 19,1% para 16,2%; entre as mulheres, de 11,2% para 9,8%.

A pesquisa avaliou também a quantidade de fumantes passivos. Em 2013 eram 10,8% dos não fumantes diziam estar expostas à fumaça de tabaco no ambiente familiar, no ano passado, 9,2%. No ambiente de trabalho, essa taxa caiu mais ainda: há seis anos era de 13, 4% e foi para 8, 4% em 2019.