Braz responde sobre Kenedy, Gerson, Luiz Gustavo, David Luiz...

·2 minuto de leitura
Marcos Braz falou por mais de uma hora sobre as coisas do Flamengo (Reprodução)
Marcos Braz falou por mais de uma hora sobre as coisas do Flamengo (Reprodução)

Vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz concedeu entrevista exclusiva ao dono deste Blog na sexta-feira. Por pouco mais de uma hora, falou sobre o almoço com Kenedy, o futuro de Rogério Ceni, as negociações envolvendo Gerson, a renovação de Arrascaeta, chances de novos reforços e especulações que envolvem Luiz Gustavo, Marinho, David Luiz e mais.

Sobre Kenedy, Marcos Braz admitiu que apresentou o centro de treinamento do Flamengo ao atacante durante a tarde desta sexta-feira. "Ele está lesionado, mora perto do Ninho e nos oferecemos para que ele possa fazer o tratamento lá", resumiu o dirigente, descartando que Kenedy, que pertence ao Chelsea, possa ser contratado em breve. "Foi só isso".

A respeito de Gerson, o vice de futebol assegurou que o Olympique de Marselha é o único clube com proposta. Real Madrid e Atlético de Madrid nunca fizeram contato. A impressão que Braz deixou é de que o negócio, mais cedo ou mais tarde, sairá, embora o Fla tente arrancar a melhor condição da transferência.

E o substituto? Luiz Gustavo poderia ser um nome? "Não posso falar de substituição para o Gerson porque ele ainda não saiu. Não vou dizer que a gente não pensou em substituto, mas não fez qualquer contato com ninguém", assegura Marcos Braz.

O fato de a janela estar fechada é uma justificativa importante para a calma rubro-negra. "Só podemos inscrever jogadores vindos de fora a partir de 1º de agosto", adverte o dirigente, que também reconheceu ter uma ótima relação com David Luiz, livre do contrato com o Gerson. "Mas não tem nada".

Sobre Marinho, Braz lembrou de um período em que o próprio jogador falou, tempos atrás, sobre a possibilidade de defender o Fla. Mas o dirigente classifica a possibilidade de contratá-lo como extremamente difícil, por causa do contrato com o Santos.

E Ceni corre algum risco? Se depender do vice, chance zero de demissão. Braz quer acabar com a fama do Flamengo de ser um clube que troca de treinador com enorme frequência. Primeiro, por entender que é péssimo. Depois, por uma questão de economia. E por último porque ainda acredita no treinador, que soma títulos de Brasileiro, Supercopa e Carioca em pouco mais de seis meses.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos