Bridgerton bate novo recorde da Netflix com 82 milhões de espectadores

·1 minuto de leitura
Nesta foto de arquivo, uma tela de computador exibe o logotipo da Netflix em 31 de março de 2020 em Arlington, Virgínia

Bridgerton se tornou a mais popular nova série da Netflix, com mais de 82 milhões de pessoas assistindo ao drama de época, anunciou o serviço de streaming.

O programa alcançou o primeiro lugar em 83 países, incluindo Estados Unidos, Grã-Bretanha, Brasil, França, Índia e África do Sul, disse a Netflix em um comunicado na quarta-feira.

"Estou TÃO orgulhoso da incrível equipe por trás desta série! E obrigado a vocês por amá-la", escreveu no Instagram a atriz Phoebe Dynevor, de 25 anos, que interpreta Daphne Bridgerton.

A Netflix afirmou que um recorde de 82 milhões de lares assistiram à produção em seus primeiros 28 dias online, descrevendo-a como sua "maior série de todos os tempos".

O recorde anterior era de "The Witcher", que teve 76 milhões de visualizações em um período de quatro semanas.

Os números não estão sujeitos à verificação de terceiros, diferente das medições de audiência para a televisão aberta.

Bridgerton está no top 10 de todos os países, exceto o Japão, acrescentou a empresa.

O drama, ambientado em Londres no início de 1800, gira em torno da próspera família Bridgerton, enquanto seus membros tentam navegar na alta sociedade da Inglaterra no período regencial.

Com suas roupas extravagantes e cenas de sexo picantes, a série foi elogiada por escalar atores negros para papeis de época tradicionalmente interpretados por atores brancos.

A produção "foi concebida para ser mais luxuosa, sexy e engraçada do que um drama de época padrão - e foi isso que surpreendeu e encantou nossos usuários", disse Jinny Howe, vice-presidente de séries originais da Netflix.

Já renovada para uma segunda temporada, Bridgerton é feita pela aclamada produtora americana Shonda Rhimes e é baseada em uma série de livros de Julia Quinn.

pdh/jm/ic/mvv