Briga entre militares e policiais em boate termina com um ferido

Uma confusão envolvendo militares do Exército e um policial militar em uma boate de Piedade, na Zona Norte do Rio, terminou com um homem baleado na cabeça. O PM responsável pelos disparos foi preso em flagrante por tentativa de homicídio. De acordo com as informações, um grupo teria se incomodado com um suposto assédio a uma mulher pelos militares e a confusão se instaurou.

Vacinação: Rio dará, a partir de terça-feira, segunda dose de reforço contra Covid para maiores de 40 anos

Os envolvidos foram expulsos do lugar pelos seguranças, mas o tumulto continuou do lado de fora da boate. Foi quando um Policial Militar, lotado na UPP do Jacaré, sacou uma arma e fez três disparos. Um deles atingiu a cabeça de um outro PM, que terá que passar por uma cirurgia.

Região dos Lagos: Jacaré aparece em praia de Búzios e surpreende moradores; veja vídeo

Dois militares do Exército, que estavam na confusão, prestaram depoimento na delegacia. Na saída, eles não quiseram dar entrevista. O titular da da 21ª DP (Bonsucesso), central de flagrantes, Hilton Alonso vai analisar se o policial será preso em flagrante.

Mobilidade urbana: Prefeitura anuncia retorno de mais cinco linhas de ônibus na Zona Norte do Rio

Briga de trânsito entre PMS

Na quarta-feira, um outro episódio envolvendo PMs terminou com uma pessoa ferida. Depois de uma fechada no trânsito, dois policiais se desentenderam. Um deles sacou a arma e atingiu o colega na cabeça. Os dois são lotados no 2º BPM (Botafogo). De acordo com o agente que atirou, ele disparou após ver o outro militar sacando a arma e pensar que seria morto. O PM ferido confirmou que sacou a pistola primeiro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos