Brisbane se confina por medo de variante britânica

·1 minuto de leitura
Avenida deserta no primeiro dia de confinamento em Brisbane, em 9 de janeiro de 2021

A terceira maior cidade da Austrália, Brisbane, iniciou neste sábado (9) seu confinamento, decretado pelas autoridades após a descoberta de um primeiro caso da variante britânica da covid-19.

Apenas algumas pessoas com máscaras eram vistas nas ruas da cidade esta manhã. Os dois milhões de habitantes da Grande Brisbane só podem deixar suas casas para comprar bens de primeira necessidade.

As autoridades decretaram na sexta-feira (8) à noite um confinamento imediato de três dias após confirmar que um funcionário de um hotel que recebe pessoas em quarentena havia sido infectado.

E emitiram um alerta para os passageiros de um voo que chegou a Brisbane vindo de Melbourne no início deste mês depois que uma mulher, que já estava isolada, testou positivo para a variante britânica.

"O risco é extremamente baixo, muito, muito, muito baixo, porque na verdade está no final do período potencialmente contagioso", disse a repórteres Jeannette Young, chefe dos serviços de saúde do estado de Queensland.

"Mas, devido a essa nova variante, queremos ser o mais prudentes possível", acrescentou.

A Austrália registrou mais de 28.500 casos de covid-19 e 909 mortes, para uma população de cerca de 25 milhões de habitantes.

A variante B.1.1.7, rebatizada VOC 202012/01, foi detectada em novembro no Reino Unido e é entre 50% e 75% mais contagiosa do que o vírus clássico. Desde então, já foram encontrados casos em dezenas de países.

str-al/rma/alc/ahe/erl/rsr/mr