Britânico é condenado por matar mulher que foi empurrada de píer na Escócia

O britânico Jacob Foster, de 29 anos, foi considerado culpado pelo assassinato Charmaine O’Donnell, de 25, morta ao ser empurrada de um píer. O crime aconteceu em Argyll e Bute, na Escócia, em abril do ano passado.

Charmaine sofreu ferimentos no pescoço na queda e acabou se afogando. Ao tribunal, Foster alegou que estava 'apenas se divertindo'.

Segundo o jornal britânico The Guardian, Jacob Foster sofre de problemas de aprendizado e foi condenado por homicídio culposo, por um tribunal superior de Glasgow. Seus advogados pediram por sua absolvição.

O caso aconteceu no píer de Helensburgh, onde Charmaine passeava com uma amiga, Caitlin McTaggart, no dia 23 de abril. McTaggart disse durante o julgamento que Foster se intrometeu em uma conversa que elas estavam tendo com um trio de pescadores. Segundo ela, nenhuma das duas conhecia o homem.

— Eu estava gritando com ele (Jacob) para ajudá-la. Ele continuou dizendo: 'O que eu fiz? Eu levei muito longe desta vez. Eu estou indo para longe por um longo tempo. — disse a mulher.

A polícia foi acionada após a mulher se afogar. Segundo policiais que atenderam a ocorrência, o homem admitiu ter empurrado a jovem e disse que estava 'apenas se divertindo'.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos