Homem joga fora HD com o equivalente a R$ 280 mi em bitcoins

Pxabay

Um ‘tesouro digital’ enterrado. Já pensou em jogar fora, sem querer, uma quantia milionária? Foi mais ou menos o que aconteceu com James Howells, profissional de tecnologia da informação que conseguiu minerar, até 2009, 7,5 mil bitcoins.

Howells explica que começou a minerar o bitcoin em 2009, usando o computador para resolver problemas matemáticos complexos e ganhar recompensas. Na época, o computador utilizado para a tarefa acabou ficando velho e o jovem decidiu vender suas peças, guardando o HD do dispositivo. Quatro anos depois, sem querer, ele acabou jogando o disco rígido fora. De acordo com cotações recentes, o valor contido no HD é de quase R$ 280 milhões.

“Sempre soube que o bitcoin valeria tanto quanto hoje, sempre soube que o valor do HD subiria. Futuramente, acho que ele vai valer, facilmente, algo entre US$ 500 milhões e US$ 1 bilhão”, explica Howells. O problema agora é conseguir de volta o equipamento, que foi para o lixo e deve estar agora em um aterro sanitário.

Para achá-lo, o britânico precisa realizar uma série de escavações no local, o que só pode ser feito com autorização governamental. “Esperamos que o processo leve algo entre três e doze meses, e seria financiado por investidores privados que então ganhariam uma parcela dos bitcoins do HD, quando ele for encontrado”, aponta.

O britânico não é o único a “enterrar” sua fortuna. Campbell Simpson, editor do site Gizmodo na Austrália, jogou fora um HD com 1.400 bitcoins, o equivalente a US$ 15,8 milhões. O  “tesouro” não foi achado.