Brizolistas históricos devem participar de ato com Lula no Rio

*ARQUIVO* SAO PAULO -SP - PODER - 10/03/2021 - O Presidente Lula durante coletiva no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, dois dias depois de o Ministro Edson Facchin anular suas condenaçoes no ambito da Lava Jata e, consequentemente, devolver seus direitos politicos   (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)
*ARQUIVO* SAO PAULO -SP - PODER - 10/03/2021 - O Presidente Lula durante coletiva no Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, dois dias depois de o Ministro Edson Facchin anular suas condenaçoes no ambito da Lava Jata e, consequentemente, devolver seus direitos politicos (Foto: Marlene Bergamo/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Brizolistas históricos e fundadores do PDT devem participar do ato com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), no próximo domingo (25).

De acordo com o advogado Carlos Roberto Siqueira Castro, que chefiou a Casa Civil do então governador do Rio Leonel Brizola entre 1991 e 1994, devem estar presentes o ex-secretário de Justiça da gestão brizolista, Vivaldo Barbosa, e o ex-ministro do Trabalho Brizola Neto. Também deve comparecer Márcia Cibilis Viana, filha de Cibilis Viana, que foi o chefe de gabinete do ex-governador fluminense.

Siqueira Castro tem defendido que o PDT abandone a candidatura de Ciro Gomes à Presidência da República para contribuir com a vitória de Lula já no primeiro turno.

Em entrevista ao site Brasil 247, afirmou ter muito respeito ao presidente da legenda, Carlos Lupi, mas que o partido cometeu um erro com a candidatura de Ciro, a qual classificou como "extemporânea" e "inoportuna".

Lula participa neste domingo de ato na quadra da Portela ao lado de Eduardo Paes, que apoia a candidatura do ex-prefeito de Niterói, Rodrigo Neves (PDT). Estava previsto para o mesmo dia um evento com Marcelo Freixo, a quem o ex-presidente apoia oficialmente, mas foi cancelado.