Bruno Covas é transferido para UTI com sangramento no estômago

·2 minuto de leitura
Bruno Covas, mayor of Sao Paulo, celebrates his re-election during the municipal elections in Sao Paulo, Brazil, November 29, 2020. REUTERS/Amanda Perobelli
Bruno Covas foi reeleito prefeito de São Paulo em 2020 (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)

O prefeito licenciado de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), foi transferido para a Unidade de Terapia Intensiva do hospital Sírio-Libanês, onde está internado. Segundo informações do portal G1, ele tem um sangramento no estômago. 

De acordo com informações da rádio CBN, o sangramento foi identificado durante uma endoscopia e já foi contido. David Uip informou que Covas está sedado e intubado.

Covas havia sido internado no último domingo (2) para tratamento de efeitos adversos em decorrência de focos do câncer. Ele passa por sessões de imunoterapia e quimioterapia e pediu licença do posto por 30 dias. O vice-prefeito, Ricardo Nunes (MDB), já assumiu o posto. 

Leia também:

À rádio CBN, o médico de Covas, David Uip, informou que o prefeito licenciado passou mal ao longo do fim de semana por causa do tratamento. 

"O prefeito teve sintomas neste fim de semana próprios de quem recebe tratamento quimioterápico e imunoterápico. Ele teve náuseas, perspectiva de vômitos. Então, nós optamos por interná-lo para anteciparmos exames e para também avaliar a possibilidade do segundo ciclo de químio e imunoterapia", explicou Uip. 

Pedido de licença da Prefeitura

Bruno Covas anunciou o pedido de licença da Prefeitura de São Paulo no último domingo (2). Ele trata um câncer no sistema digestivo desde 2019 e, recentemente, descobriu uma metástase óssea. 

Desde o início do tratamento, Covas havia se mantido no posto e, quando precisava ser internado, despachada do hospital. Ricardo Nunes, vice-prefeito, já assumiu o posto nesta segunda-feira (3). 

Diagnóstico de Bruno Covas

No dia 16 de abril, exames mostram surgimento de novos focos de câncer no fígado e ossos do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB). O prefeito havia sido internado no dia 15 no Hospital Sírio-Libanês para realização de exames de controle, onde foram encontrados novos pontos da doença.

Covas teve alta hospitalar no dia 27 depois de duas semanas internado no Hospital Sírio-Libanês e comemorou. 

"Partiu casa! Mais uma vitória entre muitas batalhas. Agradeço a todos pelas rezas, orações e pensamentos positivos. O tratamento continua. O carinho e força que recebi durante todos esses dias são essenciais para continuar lutando e acreditando", escreveu em seu perfil no Instagram na ocasião.