Bruno Covas passa por novos exames no Hospital Sírio-Libanês

Elaine Patricia Cruz – Repórter da Agência Brasil

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, foi internado para fazer uma bateria de exames no Hospital Sírio-Libanês, na capital paulista. Segundo boletim médico, o prefeito foi internado na noite de ontem (29) e os exames são de rotina, relacionados ao tratamento que ele faz contra um câncer.

De acordo com o hospital, o prefeito, que completou quatro meses de um tratamento por imunoterapia, deve passar por exames como endoscopia, ressonância nuclear magnética e PET/Scan. “Clinicamente o prefeito está muito bem, praticamente sem nenhum sinal ou sintoma, apto a seguir suas atividades pessoais e profissionais sem maiores restrições”, diz o boletim do hospital.  

Em outubro do ano passado, ele foi diagnosticado com adenocarcinoma, um tipo de câncer na região de transição do esôfago para o estômago, além de uma metástase no fígado e uma lesão nos linfonodos. Após o diagnóstico, ele iniciou um tratamento de quatro meses de quimioterapia.

Em fevereiro deste ano, exames demonstraram regressão da lesão esôfago-gástrica e da lesão hepática, mas uma biópsia detectou que o câncer nos linfonodos ainda persistia e os médicos decidiram então iniciar uma nova fase de tratamento, baseado em imunoterapia, uma estratégia que permite ao próprio sistema imunológico do paciente combater a doença. Segundo o hospital, a imunoterapia é aplicada a cada três semanas.

De acordo com boletim médico do hospital de hoje (30), exames feitos pelo prefeito em abril deste ano demonstraram controle da lesão em linfonodos.

No dia 13 de junho, o prefeito foi diagnosticado com o novo coronavírus, mas sem apresentar sintomas. Na última quarta-feira (24), após cumprir quarentena em sua casa, ele pôde retomar suas atividades.