Bruno e Dom são vítimas da política de abandono e desmonte ambiental | Matheus Pichonelli

O colunista político do Yahoo Notícias comenta o trágico desfecho do desaparecimento do indigenista brasileiro Bruno Pereira e do jornalista britânico Dom Phillips, assassinados na região do Vale do Javari, na Amazônia.

O principal suspeito e réu confesso, segundo a Polícia Federal, é o pescador Amarildo da Costa de Oliveira, conhecido como "Pelado", que levou os agentes até o local onde estavam os restos mortais que muito possivelmente seriam do indigenista e do jornalista.

A motivação do crime, segundo a PF, pode estar relacionada com as denúncias de invasões de terras indígenas por garimpeiros, madeireiros e pescadores ilegais, feitas por Bruno e reportadas jornalisticamente por Dom.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos