Bruno Gagliasso descarta reconciliação com irmão: “Não sinto admiração e respeito”

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Bruno Gagliasso (Foto: Globo/divulgação)
Bruno Gagliasso (Foto: Globo/divulgação)

Primeiro convidado do “Quem Pode, Pod”, podcast comandado por Fernanda Paes Leme e Giovanna Ewbank, Bruno Gagliasso abriu o coração ao falar sobre o afastamento do irmão, com quem não fala desde 2019, quando Thiago criticou a cunhada publicamente.

"Não foi por causa de eleição, é bom a gente deixar claro. Foi porque minha mulher e eu fomos expostos [por ele] de uma maneira que não gostaríamos de ter sido expostos. A partir disso, ficou muito evidente a nossa diferença. E, realmente, a gente diverge muito. Temos pensamentos políticos totalmente diferentes", comentou o ator, que por enquanto descarta uma reconciliação.

"Talvez, em algum momento, role uma reaproximação. Hoje, não sinto admiração, respeito, afinidade. O que eu sinto é o amor de irmão, isso não vai mudar. E a saudade de tudo que a gente viveu também. Seria mentira dizer que não dói, mas a maneira como enxergarmos a vida é muito diferente", completou.

Bruno ainda lamentou o sofrimento da mãe dos dois, Lucia. "Infelizmente, não tem o que fazer. A vida é assim. Não somos a primeira família a passar por esse tipo de situação", disse. "É que hoje, para mim, apoiar esse b*sta [o presidente Jair Bolsonaro] representa mais do que uma visão política. Por isso, não vejo a gente voltar a conviver, não tem como. Vai contra tudo que acredito, que prego. Prefiro ficar com as boas lembranças, de quando tínhamos 7, 15 anos", concluiu ele.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos