Bruno Gagliasso pede volta do horário de verão e Alckmin responde

Na última quinta-feira, primeiro dia das reuniões de transição de governo, Bruno Gagliasso fez uma postagem no Twitter que rendeu uma conversa inusitada. O ator pediu que o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin, nomeado por Lula como líder da transição, incluísse a volta do horário de verão nos planos do novo governo. Horas depois, o perfil de Alckmin respondeu com emojis de um lápis e caderno, sinalizando que a sugestão estava anotada.

De encontro com Bolsonaro a visita a padaria: a ‘reestreia’ de Alckmin como protagonista em Brasília

Bruno Gagliasso estrela 'Santo', série espanhola na Netflix: 'Quero dar um tempo na atuação’

Em abril de 2019, o presidente Jair Bolsonaro assinoum um decretado que deu fim ao horário de verão nos 11 estados em que ele vigorava sistematicamente desde 1985. Na época, Bolsonaro justificou a decisão dizendo que a economia de energia com o adiantamento do relógio em uma hora vinha caindo e foi considerada praticamente nula segundo informações do ONS (Operador Nacional do Sistema) em relação ao verão de 2017/2018.

No post de Gagliasso, a turma se dividiu: houve quem apoiasse a ideia do ator e quem fosse contra, como o apresentador e jornalista Rodrigo Bocardi, que trabalha à frente do "Bom dia São Paulo". "Ah para! Nada disso. Nós madrugadores também queremos acordar com a luz do dia!, brincou ele.