De Bruyne, Kanté e Jorginho são finalistas a prêmio de melhor jogador da Europa

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Meio-campista Jorginho, do Chelsea e da seleção italiana
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

LONDRES (Reuters) - Kevin de Bruyne, do Manchester City, e N'Golo Kante e Jorginho, do Chelsea, são os finalistas na disputa pelo prêmio de melhor jogador da temporada 2020-21 da Uefa, anunciou a entidade responsável pelo futebol europeu nesta quinta-feira.

Os três meio-campistas disputaram a Euro 2020: De Bruyne pela Bélgica, Kante com a França e Jorginho com a vencedora Itália. A lista de finalistas é a primeira em 11 anos de existência do prêmio a incluir apenas jogadores de meio-campo.

A Uefa não revelou o número de votos recebidos pelos três.

Lionel Messi, do Barcelona, seis vezes vencedor da Bola de Ouro que se mudou do Barcelona para o Paris Saint-Germain, ficou em quarto lugar na lista.

O atacante polonês Robert Lewandowski, do Bayern de Munique, que ganhou o prêmio no ano passado, ficou em quinto lugar, com Gianluigi Donnarumma e Kylian Mbappé, ambos do PSG, em sexto e sétimo.

O melhor jogador inglês foi Raheem Sterling, do Manchester City, em oitavo lugar. Cristiano Ronaldo, atacante de Portugal e da Juventus, ficou em nono, e Erling Haaland, centroavante da Noruega e do Borussia Dortmund, foi o décimo.

Os votos foram dados por treinadores das 24 seleções que participaram da Euro 2020, bem como por 80 treinadores de clubes que atuaram na fase de grupos das competições da Uefa e jornalistas de cada uma das 55 federações da Uefa.

O vencedor será anunciado em 26 de agosto, juntamente com a jogadora do ano da Uefa e os vencedores dos prêmios por posição da Liga dos Campeões.

A lista de finalistas ao prêmio feminino é composta por três meio-campistas do Barcelona: Jennifer Hermoso, Lieke Martens e Alexia Putellas.

A lista de finalistas ao prêmio de técnico do ano de time masculino tem como finalistas Pep Guardiola, do Manchester City; Thomas Tuchel, do campeão europeu Chelsea, e Roberto Mancini, da Itália.

A disputa pelo prêmio de técnico de equipe feminina do ano tem dois homens: Lluis Cortes, do Barcelona, e Peter Gerhardsson, da Suécia, contra Emma Hayes, do Chelsea.

(Reportagem de Alan Baldwin)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos