BTG vai ‘acelerar’ ONGs que promovam diversidade, como inclusão de negros e pessoas LGBTQIA+

O BTG vai lançar hoje um programa de “aceleração” de ONGs voltadas à inclusão social e à causa da diversidade. O banco de André Esteves vai escolher dez organizações que terão mais de 60 horas de aulas e workshops, ao longo de seis meses, sobre temas como liderança de impacto e modelo de negócios. As ONGs também terão mentorias com profissionais do BTG.

Os projetos precisam existir há pelo menos um ano e comprovar serem um negócio social, de impacto ou uma organização com foco social. O banco também vai aceitar a participação de organizações com fins lucrativos.

E, claro, será preciso comprovar que a atuação do projeto vai na linha da promoção de equidade, diversidade e inclusão de públicos como mulheres, pessoas com deficiência, negras e pardas ou LGBTQIAP+.

Batizado de BTG Soma Diversidade, o programa é uma parceria do banco com a Ação Social para Igualdade das Diferenças (ASID Brasil). As inscrições vão até 19 de agosto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos