Buenos Aires e periferia têm 700.000 usuários sem luz por onda de calor

·1 min de leitura
Loja afetada por um apagão em Buenos Aires, 11 de janeiro de 2022 (AFP/Pablo ANELI) (Pablo ANELI)

O abastecimento de energia de cerca de 700.000 usuários foi interrompido nesta terça-feira (11) na região metropolitana de Buenos Aires e sua periferia, devido a falhas técnicas, em um dia sufocante com temperaturas acima dos 40 graus Celsius em pleno verão austral, informaram fontes oficiais.

Moradias, lojas, indústrias e escritórios administrativos foram afetados por interrupções "em linhas de alta tensão" e "em máquinas da Central Puerto (geração de energia)", destacou em um informe a Entidade Reguladora de Eletricidade (ENRE).

"Estas falhas produziram um corte de aproximadamente 1.800 MW. Estima-se que cerca de 700.000 usuários e usuárias estão afetados pelo evento. Neste momento, a Central Puerto está fazendo as tarefas de aceleração a fim de iniciar a normalização do abastecimento", informou o ENRE em seu boletim vespertino.

A página do Serviço Meteorológico Nacional destacou no meio da tarde que a temperatura foi de 41,5 graus centígrados, uma das mais elevadas do século. Na Região Metropolitana vivem ou trabalham cerca de 15 milhões de pessoas em um país com 45 milhões de habitantes.

As duas empresas concessionárias do serviço elétrico em Buenos Aires e seus conglomerados urbanos vizinhos reportaram falhas técnicas.

A normalização do abastecimento de energia era gradativa na região. O indicador mais alto da demanda foi registrado às 13h00 (mesma hora em Brasília), com 9.800 MW.

Os prognósticos meteorológicos oficiais antecipam temperaturas similares até o domingo, quando se prevê um alívio.

dm/dl/mvv

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos