Buenos Aires realiza panelaço para pedir que todos fiquem em casa

SYLVIA COLOMBO

BUENOS AIRES, ARGENTINA (FOLHAPRESS) - Habitantes de Buenos Aires foram para as janelas às 21h deste sábado para realizar um "gritaço" pedindo para as pessoas ficarem em casa em respeito a quarentena decretada por causa da pandemia de coronavírus. Enquanto batiam panelas e aplaudiam, os portenhos gritavam "quedate em casa" (fique em casa).

O movimento nos principais bairros da capital e no centro da cidade durou por mais de 20 minutos. Algumas pessoas também cantaram o hino nacional e gritaram frases de apoio aos médicos e às autoridades sanitárias.

A Argentina está em quarentena desde sexta-feira (20). O isolamento durará, pelo menos, até 31 de março. Com 158 casos, o país teve hoje a a quarta morte por conta do novo coronavírus.

Durante o dia, houve denúncias de mais de 400 pessoas que romperam a quarentena. A maioria foi levada até sua casa ou para delegacias para responder por crimes contra a saúde pública.

Por conta disso, o governo estuda anunciar mais medidas restritivas a partir de segunda (23). Para sair da cidade de carro, é preciso uma permissão especial obtida junto à polícia, provando que a pessoa tem um trabalho ou um parente fora da capital.

O governo tenta barrar a ida dos portenhos ao litoral. Nas principais praias perto de Buenos Aires, havia vigilância, expulsando quem se aproximasse.