Burger King troca o nome de ‘Whopper Costela' após polêmica

Burger King troca o nome de ‘Whopper Costela' após polêmica
Burger King troca o nome de ‘Whopper Costela' após polêmica
  • Consumidores apontaram que a carne do sanduíche do Burger King não levava costela n

  • A rede de fast-food disse que agora o nome do sanduíche será 'Whopper Paleta Suína’;

  • Mais cedo, o Procon do Distrito Federal chegou a proibir a venda do produto.

Após consumidores apontarem que a carne do sanduíche não levava costela na composição, o Burger King anunciou nesta terça-feira (3) que rebatizará seu hambúrguer 'Whopper Costela' para 'Whopper Paleta Suína'. Mais cedo, o Procon do Distrito Federal relatou que a informação sobre a real composição do lanche não é colocada de modo claro e ostensivo na publicidade e decidiu proibir a venda do produto.

A decisão do BK veio na esteira do anúncio feito pelo McDonald’s neste último sábado (30). Que também renomeará o Mc Picanha para tê-lo de volta aos seus cardápios. O lanche foi suspenso da rede de fastfood depois de também ser apontado como enganoso por não conter carne de picanha.

O Burger King fez o pronunciamento por meio de uma nota, na qual lamentava o ocorrido e diz que o produto continua igual."A composição do hambúrguer permanece sendo 100% carne de paleta suína com aroma de costela, sem qualquer ingrediente artificial", diz o texto.

"Quando lançamos o Whopper Costela, anunciamos em nossas comunicações que ele é feito de carne de porco — paleta suína — e com sabor de costela, sem qualquer ingrediente artificial. Mas a reação das pessoas é um recado bem claro. Hora de ouvir, aceitar e agir. Sem meias palavras, sem gracinha, sem relativizar o problema", diz a nota.

Mais cedo, o Procon-DF proibiu a venda do produto

"Mais uma vez, vemos uma grande rede cometendo infração grave na publicidade de seus produtos. No caso do Burger King, a forma como o nome ‘costela’ é utilizada e como é feita a publicidade do sanduíche levam o consumidor a entender se tratar de sanduíche feito de costela, e não que contém apenas aroma de costela. Se não está claro para o consumidor, é publicidade enganosa", disse o diretor-geral do Procon-DF, Marcelo Nascimento, em nota divulgada ao jornal Extra.

O órgão fiscalizador destacou ainda que a informação sobre a real composição do lanche não é colocada de modo claro e ostensivo na publicidade, induzindo o consumidor a erro, o que pode caracterizar publicidade enganosa.

O Procon afirmou que essa é uma decisão cautelar justificada pela urgência em se coibir infração que poderia atinge um grande número de consumidores. De acordo com a fiscalização, a companhia não pode vender o sanduíche Whopper Costela até a correção total da publicidade, sob pena de sofrer sanções como multa, apreensão dos produtos ou interdição do funcionamento das lojas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos