Busca por óleos essenciais para controlar a ansiedade aumenta na pandemia

·4 minuto de leitura

Durante a pandemia, muitos brasileiros começaram a conhecer e adotar alternativas naturais para controlar estresse e ansiedade. Uma das opções que ficaram mais presentes na rotina foram os óleos essenciais, que integram as práticas de aromaterapia. A composição natural e cheirosa é vendida com a bandeira de ter propriedades poderosas. Feitos de folhas e cascas, os óleos atuam diretamente no sistema límbico, responsável pelo armazenamento de sentimentos e lembranças associadas a odores, segundo especialistas.

Professor de Farmácia da Uninter, especializado em ciências farmacêuticas para produtos naturais, Vinícius Bednarczuk explica que os aromas funcionam a partir da memória emocional, e esse sistema pode ajudar, por exemplo, na redução da ansiedade:

— O sistema límbico é um circuito neural que regula o comportamento, os processos de aprendizagem, as emoções, a memória, as funções endócrinas. Quando determinado aroma é inalado, atinge rapidamente este sistema, que estimula sentimentos, memórias e outras funções — afirma.

Para a ansiedade, as opções mais recomendadas pelo professor são de lavanda, cedro de atlas, laranja doce e ylang-ylang.

Desde 2006, o tratamento com Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICS) é institucionalizado no Sistema Único de Saúde (SUS), mas começou a ganhar mais força com a pandemia. Com o aumento dos índices de ansiedade, pela dificuldade de lidar com o futuro e o presente, houve aumento da procura também, como aponta a consultora da empresa de aromaterapia Do Terra, Daniela Porfirio.

— O período tem sido de bastante autoconhecimento, mas tem gente que não sabe lidar com isso. Os óleos essenciais são muito importantes para lidar com ansiedade, são usados há séculos em várias culturas, inclusive citados na Bíblia — conta.

Para Daniela, a procura por práticas alternativas à medicina convencional mostra que os brasileiros estão atentos a um suporte natural que não vai comprometer o organismo, e tentam encontrar formas de consumir menos remédios na farmácia. Entretanto, acima de tudo, a consultora destaca que o acompanhamento para ansiedade deve ser feito com um médico e um psicólogo, e a aromaterapia deve servir apenas como suporte.

A versatilidade dos óleos essenciais pode se adequar à realidade dos usuários. O professor Vinícius Bednarczuk explica que, no Brasil, ainda não foi autorizada a ingestão e o uso de aromas na pele, mas há outras alternativas, como misturar gotas no hidratante corporal ou mesmo pingar poucas gotas na comida, para aumentar o prazer na hora de comer.

Para ansiedade, a consultora Do Terra recomenda tentar passar primeiro em pontos como pulsos, nuca e peito, além de inalar e fazer escalda-pés.

Os óleos essenciais podem ser usados em difusores de ambiente, com 3 a 5 gotas para uma colher de sopa de água, que garante a aromatização de ambientes de tamanho médio por 1 hora. Mas, também podem ser colocados em difusores individuais, com uma ou duas gotas dentro de um pingente.

Também é possível fazer um blend de óleos essenciais, misturando dois ou mais aromas para atuar em diversas frentes, como em períodos de estresse extremo, a exemplo de véspera de provas importantes.

Apesar disso, o especialista em ciências farmacêuticas para produtos naturais reforça que o ideal é usar antes de momentos importantes, e reforça a potência do tratamento complementar.

Entenda melhor

Aromas para diminuir ansiedade

Lavanda: considerado o mais versátil e útil, atua como antidepressivo, cicatrizante, analgésico, antisséptico, calmante, hipotensor, anti-inflamatório e antiespasmódico.

Cedro do atlas: alivia quadros de depressão, ansiedade, estresse e tensão nervosa. Trabalha a insegurança e o desenvolvimento da força espiritual. Indicado para situações de fechamento de ciclos, ajuda na superação de turbulências emocionais.

Laranja doce: alivia insônia, ansiedade, estresse e depressão. Suaviza tristeza, negativismo e desânimo. Estimulante intelectual, ativa o entendimento, facilita a organização de ideias e ativa a memória.

Ylang-ylang: trabalha o amor próprio, a autoconfiança e a sensualidade. Acalma sentimento de frustração, raiva e medos.

Como utilizar

No ambiente: colocar de 3 a 5 gotas para uma colher de sopa de água em difusor de ambiente, para aromatizar ambientes de tamanho médio. Se for feito à vela, dura de 30 minutos a 1 hora. Já em elétricos, consegue durar até 2 horas.

No corpo: misturar duas ou três gotas no creme hidratante de corpo

Na comida: misturar com alimentos para aumentar a satisfação no ato da comida

Individual: colocar uma ou duas gotas em um pedaço de algodão dentro de um difusor individual, como um cordão e pingente

Antes de dormir: uma ou duas gotas de óleo tranquilizante no travesseiro para controlar insônia e facilitar o sono profundo