Buscando acertar seu rumo, Manchester United demite Solskjaer

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Sob o comando de Solskjaer, o Manchester United já perdeu cinco de seus últimos sete jogos da Premier League (AFP/Ian KINGTON)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Conhecido por sua capacidade de virar jogos quando entrava em campo como substituto em sua época de jogador, Ole Gunnar Solskjaer não resistiu aos maus resultados e à falta de padrão de jogo e foi demitido neste domingo do cargo de técnico do Manchester United.

Ele havia assumido o comando da equipe interinamente mas nunca conseguiu se estabelecer totalmente no banco de Old Trafford.

"Ole permanecerá para sempre uma lenda do Manchester United e foi com dor que tomamos essa difícil decisão", escreveu o clube da Premier League em um comunicado, especificando que o assistente de Solskjaer, Michael Carrick, comandará o time de forma interina nos próximos jogos.

O "Super-Sub" (Super reserva) - marcou 28 de seus 126 gols com a camisa do United saindo do banco - não suportou a queda de rendimento desde meados de setembro de sua equipe, que viveu seu ponto mais baixo com a derrota humilhante em Old Trafford (5-0) contra o rival histórico Liverpool, em 24 de outubro.

Um duro golpe para um time que deixou evidente a falta de consistência depois de duas temporadas e meia de Solskjaer no comando.

A derrota humilhante (4-1) no sábado em Watford (que era 17º antes do jogo), foi a gota d'água.

O norueguês deixa a equipe na sétima posição na Premier, doze pontos atrás do líder Chelsea.

Zinedine Zidane, que conquistou três Liga dos Campeões pelo Real Madrid, com Cristiano Ronaldo e Varane no elenco, é o favorito para substituir Solskjaer nas bolsas de apostas. Os nomes do treinador do Leicester, Brendan Rodgers, e do técnico do Ajax, Erik ten Hag, também foram mencionados.

- Sem jogo... e sem títulos -

Depois de assumir o comando do United como substituto de José Mourinho, que havia deixado uma equipe desmotivada e sem unidade, Solskjaer conseguiu melhorar os resultados, chegando à final da Liga Europa e conquistando o vice-campeonato na última temporada.

Solskjaer começou com 14 jogos sem sofrer derrota, o que convenceu a diretoria do clube a confirmá-lo no cargo, embora a equipe tenha caído de rendimento na parte final da temporada, terminando na sexta posição, a mesma que ocupava quando o norueguês chegou.

Seu caráter amigável também contrastava com as fortes personalidades associadas à história do United, como os treinadores Sir Alex Ferguson, Louis van Gaal, Mourinho e jogadores como Eric Cantona e Roy Keane.

Mas também é verdade que ao ser contratado quando era jogador, Solskjaer também conseguiu dissipar as dúvidas: ele foi o autor do gol decisivo na final da Liga dos Campeões de 1999, no Camp Nou, contra o Bayern de Munique (2-1).

Solskjaer pacificou o time, devolveu a confiança ao grupo, mas falhou no que é mais exigido de um treinador de um clube desse nível: títulos.

- Qualidades humanas indiscutíveis -

O técnico norueguês pode se orgulhar de 19 jogos consecutivos sem derrota entre março e julho de 2020, o que permitiu ao United chegar ao pódio (3º), e dos 14 jogos de invencibilidade na temporada passada que o fizeram terminar atrás do campeão City.

Graças às suas qualidades humanas unanimemente reconhecidas, ele administrou o imprevisível Paul Pogba melhor do que qualquer outro no United e protegeu jovens jogadores revelados pelo clube como Scott McTominay, Marcus Rashford e Mason Greenwood.

Com Harry Maguire, Aaron Wan Bissaka, Donny van de Beek, Jadon Sancho, Raphaël Varane e, claro, Cristiano Ronaldo, o clube não hesitou em investir e colocar à disposição do treinador um elenco de luxo para poder competir contra Chelsea, City e Liverpool em todas as frentes.

Mas os títulos não chegaram, e até a classificação para a próxima Champions parece complicada.

Solskjaer havia sobrevivido ao cargo nas últimas semanas em parte devido à ausência de um substituto sólido.

Mas seu crédito se esgotou com os últimos jogos apáticos de seu time, que parecia ter baixado a cabeça em resignação, então a diretoria decidiu dar uma guinada.

hap/eba/iga/aam

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos