Buscas por empresário desaparecido em Angra dos Reis entram no 17º dia com uso de bote e motos aquáticas

·2 minuto de leitura

RIO - O Corpo de Bombeiros deu início, nesta terça-feira, ao 17º dia de buscas pelo empresário Leonardo Machado de Andrade, de 50 anos. Ele não é visto desde 22 de agosto, quando saiu de barco com a ex-mulher, a corretora de imóveis Cristiane Nogueira da Silva, de 48 anos, com quem passava um fim de semana em Ilha Grande, destino turístico de Angra dos Reis, na Costa Verde do estado do Rio. Uma semana depois, no dia 29 de agosto, o corpo de Cristiane foi encontrado na Restinga do Marambaia, sem sinais de violência e com indícios de afogamento.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, as novas buscas começaram às 8h30 da manhã. Nesta terça, o trabalho dos militares está concentrado na própria região de Ilha Grande, com o uso de um bote e duas motos aquáticas. Participam da procura pelo empresário homens do quartel de Angra dos Reis, de Paraty e de Mambucaba. Segundo o delegado Vilson de Almeida Silva, titular da 166ª DP (Angra dos Reis) e responsável pelas investigações sobre o desaparecimento, as buscas vão continuar pelos próximos dias, mas nada foi encontrado até o momento.

A última novidade sobre o caso ocorreu no último dia 2, quando uma boia foi encontrada pela Capitania do Portos na Restinga de Marambaia, próximo ao ponto onde estava o corpo de Cristiane. A confirmação de que o objeto resgatado pertencia à traineira onde estava o casal foi feita pelo próprio delegado Vilson Silva:

— A Capitania dos Portos nos informou que a inscrição que está na boia era o antigo nome da embarcação desaparecida e que foi usada pelo casal. Isso aumenta muito os indícios de um naufrágio. Vamos continuar investigando para saber o que aconteceu — disse o policial na ocasião.

O casal viveu junto por dois anos e estava separado por um período igual. Segundo a família da corretora, eles ensaiavam uma reconciliação e passavam um fim de semana em uma casa na Ilha Grande. Em 22 de agosto, dia do desaparecimento, os dois saíram no barco para assistir o pôr do sol, na localidade conhecida como Lagoa Verde.

A polícia obteve imagens de câmeras de segurança da área externa da casa onde estavam Leonardo e Cristiane pouco antes de saírem para um passeio no mar. As gravações mostram o momento em que o casal deixa o imóvel, pouco depois das 17h do dia 22 de agosto. A filmagem mostra Leonardo saindo da casa primeiro. Cristiane vem em seguida e deixa o local após trancar uma porta. Os dois caminham em direção ao mar.

Segundo os depoimentos colhidos pela polícia, o casal usou um barco emprestado, que já havia pertencido a Leonardo. Ele tinha conhecimento de navegação e pilotava a traineira, que segue desaparecida.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos