Butantan rebate Ministério da Saúde e culpa tensão com a China por atraso em entrega de doses da CoronaVac

O Globo

SÃO PAULO — O Instituto Butantan rebateu o Ministério da Saúde e afirmou que não conseguirá entregar o total de doses previsto para serem repassados ao Programa Nacional de Imunização até fevereiro. Segundo o diretor do órgão, Dimas Covas, o atraso ocorrerá pela demora na chegada de insumos vindos da China para a produção das vacinas em território nacional. O atraso, afirmou Covas, foi causado principalmente pela tensa relação diplómática entre Brasil e China.