Butantan recebe lote recorde de insumos para produção de 20 milhões de vacinas da CoronaVac

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO — O Instituto Butantan recebeu na manhã desta terça-feira um lote de 12 mil litos de Insumo Farmacêutica Ativo (IFA), vindo da China e suficiente para a produção de 20 milhões de doses da CovonaVac. É a maior remessa de matéria-prima para imunizantes contra a Covid-19 já recebida pelo instituto.

A produção com base nesses insumos deve levar de 15 a 20 dias. Assim que prontas, as doses da vacina serão enviadas ao Ministério da Saúde e redistribuídas a todos os estados por meio do Programa Nacional de Imunizações (PNI).

Ao todo, o Butantan já liberou 53,1 milhões de doses da CoronaVac ao PNI, número que deve chegar a 83 milhões até o esgotamento da matéria-prima já disponível para o instituto. O contrato fechado com o governo federal prevê a entrega de 100 milhões de vacinas até 30 de setembro.

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que acompanhou a chegada do lote de IFA no Aeroporto Internacional de Guarulhos, afirmou que o Butantan deve atingir essa entrega antes de 30 de agosto, isto é, com mais de um mês de antecedência.

O governo de São Paulo anunciou no último domingo que pretende aplicar a primeira dose da vacina contra a Covid-19 em todos os adultos do estado até 20 de agosto. Três dias depois, o plano é começar a imunização de adolescentes de 12 a 17 anos, num cronograma que se estenderia até 30 de setembro.

São Paulo é o primeiro estado a apresentar um plano amplo de vacinação para os menores de 18 anos — a cidade do Rio já os incluiu no calendário e a faixa etária será atendida de 1º a 15 de setembro.

Até então, a expectativa era que a primeira dose seria aplicada aos maiores de 18 anos até 20 de setembro. Já o Ministério da Saúde trabalha com a previsão de que esse público será atendido até o fim de setembro em todo o país.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos