Butantan vai retomar entregas de doses da CoronaVac em 3 de maio

Anita Efraim
·2 minuto de leitura
Cars line up at a drive through vaccination center at the Pacaembu Stadium in Sao Paulo, Brazil, on February 9, 2021. - Brazil's regulators gave conditional approval for Sinovac Biotech Ltds shot, CoronaVac, clearing the way for general use. Elderly and at risk members of the population have been given priority.  (Photo by Cris Faga/NurPhoto via Getty Images)
CoronaVac é produzida pelo Insituto Butantan em parceria com o laboratório chinês SinoVac (Foto: Cris Faga/NurPhoto via Getty Images)
  • Instituto Butantan vai voltar a entregar vacinas CoronaVac ao governo estadual em 3 de maio

  • Em 19 de abril está prevista chegada de 3 mil litros de IFA

  • 46 milhões de doses acordadas com o governo federal terminarão de ser entregues em 10 de maio

O presidente do Instituto Butantan, Dimas Covas, anunciou que a entrega de novas doses da CoronaVac será retomada em 3 de maio. O Insumo Farmacêutico Ativo (IFA), necessário para produção da vacina contra a covid-19, chegará em 19 de abril. O anúncio foi feito durante entrevista coletiva do governo estadual na tarde desta quarta-feira (14).

Mais cedo, Dimas Covas havia alertado para o fim do IFA e, consequentemente, para a paralisação da produção da vacina contra a covid-19. Nesta quarta, foram entregues mais um milhão de doses ao governo federal, totalizando 40,7 milhões de doses da CoronaVac. 

Leia também

Com a chegada de 3 mil litros de IFA da China, o Butantan poderá produzir mais 5 milhões de doses da vacina. A previsão inicial era que 46 milhões de doses fossem entregues ao governo federal até o fim do mês de abril. Mas, com o atraso na chegada do IFA ao Brasil, Dimas Covas anunciou uma nova data. 

"Em maio, até o dia 10, nós entregaremos as 46 milhões e já começaremos a entrega de 54 milhões adicionais", explicou o presidente do Butantan. Inicialmente, estava prevista uma entrega de 6 mil litros, mas a remessa de insumos foi dividida. Ainda não há previsão de quando chegarão os outros 3 mil litros. 

O contrato firmado com o governo federal prevê a entrega de 100 milhões de doses da CoronaVac até 30 de agosto. Doria reforçou que o prazo será cumprido. 

Vacinação com a AstraZeneca

A partir de 29 de abril, São Paulo começará a vacinas pessoas de 63 e 63 anos em todo o estado. Aqueles que tem entre 60 e 62 anos serão imunizadas a partir de 6 de maio. O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) nesta quarta-feira (14).

Ao todo, serão vacinadas 2,24 milhões de pessoas entre 60 e 64 anos em todo o estado. Segundo Doria, a maior parte das pessoas será vacinada com a vacina Oxford/AstraZeneca, produzida no Brasil pela Fiocruz. A CoronaVac também será aplicada, mas em menor proporção.

Confira o calendário de vacinação contra a covid-19:

  • 21 de abril: 65 e 66 anos

  • 29 de abril: 63 e 64 anos

  • 6 de maio: 60, 61 e 62 anos