Butantan volta a pedir à Anvisa aprovação da CoronaVac para crianças a partir de 3 anos

·1 min de leitura
CoronaVac poderia ser utilizada em crianças a partir de 3 anos - Foto: Getty Images
CoronaVac poderia ser utilizada em crianças a partir de 3 anos - Foto: Getty Images
  • Butantan vai fazer novo pedido à Anvisa para liberação do uso da CoronaVac em crianças

  • Instituto teve o primeiro pedido negado em agosto

  • Desde então, vem recolhendo dados para comprovar a eficácia da vacina na faixa etária

O Instituto Butantan vai pedir à Anvisa na próxima segunda-feira (8) a liberação do uso da vacina CoronaVac em crianças a partir de 3 anos. As informações são do jornal Folha de S.Paulo.

Segundo o veículo, o instituto está terminando de reunir informações solicitadas pela agência, após ter rejeitado um primeiro pedido de liberação da vacina para pessoas de 3 a 17 anos, feito em agosto.

Segundo Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, a vacina já se mostrou eficaz em crianças, além de segura. No Chile, a CoronaVac está sendo aplicada em crianças a partir dos 5 anos de idade, enquanto na China a vacina é usada a partir dos 3 anos.

A vacina CoronaVac é feita de vírus inativado, plataforma comum em outros imunizantes utilizados em crianças.

"A CoronaVac é a vacina mais segura para uso em crianças e adolescentes. Na faixa de 3 a 17 anos, é a vacina que foi mais aplicada nessa população no mundo, hoje já próximo de 70 milhões de crianças e adolescentes vacinados com essa vacina. Aqui na América do Sul, já está em uso desde setembro. Então, existe um perfil de segurança já demonstrado", afirmou Dimas Covas.

Rejeitada pela Anvisa

Em agosto, o Butantan pediu pela primeira vez autorização para a Anvisa para aplicar a CoronaVac em crianças, mas a medida foi rejeitada. Na ocasião, técnicos da agência alegaram que ainda faltavam dados para confirmar segurança e eficácia da aplicação das doses neste grupo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos