Câmara aprova criação do vale-gás para famílias mais pobres

·1 min de leitura

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira, por votação simbólica, o projeto que cria um vale para a compra do gás de cozinha aos mais pobres. Agora, o texto segue para sanção do presidente Jair Bolsonaro. O novo auxílio, batizado de Programa Gás para os Brasileiros, bancará pelo menos 50% do valor do botijão de 13kg. O benefício será concedido a cada dois meses. De acordo com o projeto, o programa vai vigorar por cinco anos.

De autoria da Câmara, o texto havia sido alterado pelo Senado. Na segunda análise de deputados, houve novos ajustes ao projeto. Parlamentares mantiveram alguns pontos incluídos pelo Senado, como a previsão do uso de recursos de dividendos pagos pela Petrobras à União para bancar o programa.

O relator, deputado Christino Aureo (PP-RJ), ainda retomou outra fonte de custeio, que havia sido excluída pelos senadores: a Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico (Cide-combustíveis).
A proposta prevê que o governo federal transfira diretamente para famílias baixa renda um valor que varia entre 50% e 100% do preço do botijão. Segundo estimativas do Congresso, a medida poderá beneficiar 20 milhões de famílias, que ganharão uma ajuda do governo federal a cada dois meses.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos