Câmara aprova projeto que impede cobrança de ICMS sobre bandeiras de energia elétrica

Torres de transmissão de energia

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) - A Câmara dos Deputados aprovou, nesta quarta-feira, projeto de lei que veda a incidência do ICMS sobre AS bandeiras tarifárias da energia elétrica, cobranças adicionais para os consumidores quando há menor oferta de energia no sistema.

Aprovada por 405 votos a 1 em meio aos esforços no Congresso para combater a alta de preços, a proposta segue, agora, para o Senado.

Criado em 2015, o mecanismo das bandeiras tarifárias resulta em custos extras para os consumidores quando muda do patamar verde para o amarelo ou vermelho, este último dividido em dois subníveis.

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) calcula a bandeira mensalmente com base na oferta de geração hidrelétrica e nos preços da energia no mercado de curto prazo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos