Câmara conclui votação de MP sobre revogação de incentivos tributários a petroquímicas

Plenário da Câmara dos Deputados

Por Maria Carolina Marcello

BRASÍLIA (Reuters) - A Câmara dos Deputados aprovou nesta terça-feira medida provisória que extinguirá, após um período de transição, os incentivos tributários de regime especial dedicado à indústria química e petroquímica.

O texto, que já havia passado por uma votação prévia pela Casa e pela análise do Senado --onde sofreu alterações -- foi analisado uma segunda vez pelos deputados nesta terça-feira e, aprovado, agora segue a sanção presidencial.

A MP tem como ponto principal a instituição de um período de transição até 2027, mais extenso do que o proposto pelo governo no texto original. A partir de 2028 ficam extintos os incentivos no âmbito do Regime Especial da Indústria Química (Reiq).

De acordo com a Agência Câmara de Notícias, deputados não acataram todas as alterações promovidas pelos senadores, mas chancelaram a instituição de um novo direito a crédito presumido para centrais petroquímicas e indústrias químicas, desde que ampliem sua capacidade instalada, produtiva ou estejam comprometidas a instalar novas plantas para a utilização de gás natural na produção de fertilizantes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos