Câmara dos Representantes investiga secretária de Transportes de Trump

A secretária de Transporte dos Estados Unidos, Elaine Chao, está sob investigação após denúncias de que utilizou sua posição para beneficiar uma empresa de propriedade de sua família.

Parlamentares democratas anunciaram nesta segunda-feira que a secretária de Transporte dos Estados Unidos, Elaine Chao, está sob investigação após denúncias de que utilizou sua posição no gabinete de Donald Trump para beneficiar uma empresa de transporte de propriedade de sua família.

O presidente do Comitê de Supervisão da Câmara dos Deputados, Elijah Cummings, escreveu a Chao solicitando documentos e mencionando "questões preocupantes" sobre possível uso do cargo atual para benefício pessoal.

Segundo relatos citados pelos parlamentares, Chao, nascida em Taipei, filha de pais chineses, usou sua posição para beneficiar o Foremost Group, uma companhia de navegação pertencente a seus pais e irmãs, e aumentar sua influência e status no governo da China.

Também é investigada sobre sua relação como a companhia de construção Vulcan Materials Company, na qual fez parte do conselho administrativo até ser nomeada para o governo Trump.

Chao havia se comprometido em converter suas ações da empresa em dinheiro e evitar qualquer conflito de interesse, algo que aparentemente não fez.

Os funcionários públicos nos Estados Unidos estão proibidos por lei de usar seus cargos para fins lucrativos, pessoais ou de terceiros.

Chao, que é casada com o líder da maioria no Senado, o republicano Mitch McConnell, tem até 30 de setembro para entregar os documentos exigidos pela investigação.