Câmara forma grupo com 15 deputados para acompanhar investigações do assassinato de indigenista e jornalista na Amazônia

BRASÍLIA - A Câmara dos Deputados divulgou nesta quinta-feira a lista dos quinze deputados que vão compor a comissão externa criada para acompanhar a investigação sobre o desaparecimento do indigenista brasileiro Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips na região do Vale do Javari, no extremo Oeste do Amazonas.

Restos mortais de dois corpos foram encontrados ontem em um local de mata fechada próximo à comunidade ribeirinha de São Rafael (AM) e desembarcaram nesta quinta-feira em Brasília para passar por exame de DNA - a perícia deve confirmar se o material genético localizado realmente é do indigenista e do jornalista.

A comissão será coordenada pelo deputado José Ricardo (PT-AM) e terá como vice a deputada Joenia Wapichana (Rede-RR). O ato de criação foi assinado pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL).

Os outros parlamentares que integram a comissão são: Airton Faleiro (PT-PA), Alice Portugal (PCdoB-BA), Bira do Pindaré (PSB-MA), Camilo Capiberibe (PSB-AP), Helder Salomão (PT-ES), Leo de Brito (PT-AC), Marcelo Ramos (PSD-AM), Nilto Tatto (PT-SP), Orlando Silva (PCdoB-SP), Perpétua Almeida (PCdoB-AC), Professora Rosa Neide (PT-MT), Rodrigo Agostinho (PSB-SP) e Vivi Reis (PSOL-AM).

Investigação: O que se sabe sobre dinâmica do crime e onde foram achados os corpos de Bruno Pereira e Dom Phillips

Depoimento: Suspeito confessa ter matado indigenista Bruno Pereira e jornalista Dom Phillips no AM

O grupo deve iniciar os trabalhos na próxima terça-feira. Há o planejamento de que haja uma viagem dos deputados para Atalaia do Norte - cidade amazônica para onde onde Bruno e Dom estavam indo em uma embarcação antes de serem vistos pela última vez no dia 5 de junho. A principal suspeita da PF é que eles foram assassinados por um grupo que praticava a pesca ilegal na região.

O Senado também aprovou na última segunda-feira a criação de uma comissão de senadores para fiscalizar as apurações envolvendo o desaparecimento da dupla. No caso do Senado, os escolhidos foram: Leia Barros (PDT-DF) e Humberto Costa (PT-PE), da Comissão de Direitos Humanos; Eliziane Gama (Cidadania-MA), Fabiano Contarato (PT-ES) e Eduardo Velloso (União-AC), da Comissão de Constituição e Justiça; Telmário Mota (Pros-RR), Nelsinho Trad (PSD-MS) e Randolfe Rodrigues, da Comissão de Meio Ambiente.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos