'Câmara de gás da PRF': Genivaldo foi absolvido em ação por ser incapaz de entender atos ilícitos

Morto em uma "câmara de gás" no porta-malas de uma viatura da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, foi absolvido em processo judicial que reconhece sua incapacidade para entender o caráter ilícito dos atos que praticava. Na ação, que transitou em julgado no ano de 2016, no Tribunal de Justiça de Sergipe, Genivaldo foi acusado de desacato à autoridade e resistência à prisão durante abordagem de policiais militares.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos