Câmara retoma sessão de votação da PEC Eleitoral após suspensão por falha técnica

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

BRASÍLIA — O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), retomou a sessão para a votação da proposta de rmenda à Constituição (PEC) Eleitoral, que institui um estado de emergência e amplia o pagamento de benefícios às vésperas das eleições, na manhã desta quarta-feira (dia 13) em meio a reclamações da oposição e do partido Novo. A oposição já protocolou requerimento pedindo o encerramento da sessão, e o partido Novo apresentou questão de ordem pedindo o mesmo.

O argumento é que o regimento da Câmara só permite que a suspensão de sessão dure uma hora. Por isso, querem que Lira encerre a sessão da terça-feira para iniciar uma nova. Ao manter a sessão, Lira garante o quórum elevado e os deputados que já não estão mais em Brasília podem votar remotamente. Se ele encerrar a sessão e convocar uma nova, pode esbarrar no problema de quórum, já que os parlamentares precisam registrar a presença na Câmara.

Lira já teve uma reunião com os líderes da oposição para discutir o procedimento para esta sessão de quarta-feira. A oposição protocolou um requerimento pedindo o encerramento da sessão, para cumprir o regimento da Casa que permite intervalo de apenas uma hora.

Ao deixar o gabinete de Lira, os deputados da oposição afirmaram que o presidente não quer encerrar a sessão, alegando a falha técnica no sistema Infoleg como um fator extraordinário. Na sequência, ele se reuniu com deputados da base, num encontro em que foi definida a reabertura do painel, com o quórum de terça-feira. Lira, então, foi para o plenário e retomou os trabalhos, e já está sendo questionado pela oposição e pelo Novo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos