Câmara do Rio aprova em primeira discussão projeto de proteção à Floresta do Camboatá

·1 min de leitura

RIO - A Câmara de Vereadores do Rio aprovou em primeira discussão nesta quarta-feira, por 37 votos a um o substitutivo ao Projeto de Lei 1.345, que cria o Refúgio de Vida Silvestre (REVIS) da Floresta do Camboatá, em Deodoro. A vitória foi comemorada pelo secretário municial de Meio Ambiente, Eduardo Cavaliere, numa rede social.

"Vitória! Floresta do Camboatá protegida! Aprovação em 1ª votação (37x1) na Câmara o substitutivo do PL 1345 apresentado pelo Ver. Luparelli em parceria com nossa Secretaria de Meio Ambiente", postou o secretário.

O objetivo da proposta é preservar os exemplares raros, endêmicos, ameaçados de extinção ou insuficientemente conhecidos da fauna e da flora; recuperar a qualidade da água dos mananciais e a cobertura vegetal existente; e garantir a sobrevivência e o curso natural da evolução da população de árvores nativas que ocorre no local.

Pelo projeto, caberá ao Poder Executivo aprovar o Plano de Manejo Integrado do Camboatá, que incluirá o Refúgio de Vida Silvestre da Floresta do Camboatá e demais unidades de conservação que existam na região.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos